top of page

FAÇA SUA BUSCA PELO SITE

8603 itens encontrados

  • Grêmio lança concurso “Manto Copero” em parceria com Umbro para escolher uniforme de 2025

    Torcedores poderão projetar e votar no novo uniforme do Grêmio, com lançamento previsto para agosto O Grêmio, em parceria com a Umbro, lançou nesta segunda-feira (15) o concurso "Manto Copero", que convida os torcedores do clube a projetar e eleger um dos uniformes para a temporada de 2025. O concurso será dividido em três fases. Na primeira etapa, que vai de 15 a 28 de julho, os torcedores poderão criar e enviar seus designs através do portal mantocopero.com.br . Na segunda fase, um comitê formado por membros do clube, da Umbro, da agência promotora e de representantes dos torcedores selecionará os projetos finalistas com base em critérios técnicos, regulamentares e estatutários. Na etapa final, que ocorre de 02 a 06 de agosto, os torcedores votarão no design vencedor. A revelação do uniforme selecionado será no dia 7 de agosto, quando os interessados poderão fazer a compra antecipada do mesmo. As vendas serão realizadas exclusivamente online pelo site mantocopero.com.br  e estarão abertas por uma semana, sem comercialização em lojas físicas.

  • Rio Grande do Sul se prepara para aumento de temperaturas com veranico após semanas de frio

    Clima quente e seco está previsto para o estado, com temperaturas acima da média para julho Após enfrentar severas temperaturas baixas nas últimas semanas, o Rio Grande do Sul se prepara para um surpreendente aumento de calor. Previsões da Climatempo indicam que o estado experimentará um "veranico", com temperaturas que podem superar em até 10°C as médias típicas para esta época do ano. Guilherme Borges, meteorologista da Climatempo, informa que o clima se manterá seco, com sol predominante e um aumento gradual nos termômetros, começando já na sexta-feira (19). Embora uma leve chuva seja possível no norte do estado na terça-feira (16), ela não deverá ser significativa. Em Getúlio Vargas, as temperaturas mínimas devem se manter próximas a 12°C, enquanto as máximas devem oscilar entre 18°C e 22°C durante a semana. Na Campanha, no oeste do estado, e em outras regiões que recentemente registraram mínimas abaixo de zero, as temperaturas deverão ficar entre 4°C e 6°C acima da média. Em Uruguaiana, por exemplo, espera-se que as mínimas, normalmente entre 12°C e 13°C, atinjam até 23°C, com máximas que podem chegar a 28°C. O aquecimento será sentido também no centro e norte do estado, incluindo a capital. Embora o sul possa ter um final de semana mais nublado, áreas ao norte e noroeste, próximas à fronteira com Santa Catarina, podem ver máximas atingindo ou ultrapassando 30°C. Esse aquecimento é atribuído a um bloqueio atmosférico na região central do Brasil, caracterizado por altas pressões que impedem a formação de nuvens de chuva, reduzem a umidade e elevam as temperaturas. A partir de 24 de julho, o cenário deve mudar com a volta das chuvas, que ajudarão a moderar as temperaturas, mantendo-as ainda de 2°C a 4°C acima da média. No entanto, até o dia 26, espera-se que os termômetros retornem aos patamares normais para o período.

  • Trabalhadores domésticos do RS atingidos pelas enchentes têm até 26 de julho para solicitar apoio financeiro

    Governo federal pagará duas parcelas aos trabalhadores formais para preservar empregos e rendimentos Os trabalhadores domésticos com carteira assinada no Rio Grande do Sul, afetados pelas enchentes de abril e maio, têm até 26 de julho para aderir ao programa de Apoio Financeiro do governo federal. O benefício, anunciado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), visa preservar empregos e rendimentos das populações atingidas. O apoio financeiro será pago em duas parcelas. Com a adesão, os trabalhadores acumularão, em julho e agosto, o valor de sua remuneração mensal habitual, ou seja, o salário pago pelo empregador mais o recurso do governo federal. O MTE enfatiza que o empregador não pode deixar de pagar o salário nem descontar o valor do auxílio. Para ter direito ao benefício, os trabalhadores domésticos precisam estar registrados na carteira de trabalho e ter os dados informados ao sistema e-Social até 31 de maio deste ano. O MTE informou que 5.692 trabalhadores domésticos no estado estão habilitados a receber o auxílio. Os dados foram obtidos a partir de registros formais no e-Social e identificados por imagens de satélite das áreas inundadas. Entre os trabalhadores domésticos, incluem-se faxineiros, jardineiros, lavadeiras, governantas, babás, motoristas particulares, vigias, cozinheiros, acompanhantes de idosos e caseiros, desde que o local onde trabalham não tenha finalidade lucrativa. Para verificar o direito ao benefício, os trabalhadores devem acessar o aplicativo Carteira de Trabalho Digital ou o Portal Emprega Brasil – Trabalhador. Após confirmar o direito, devem solicitar as duas parcelas emergenciais diretamente pelo aplicativo ou portal. O empregador não participa deste processo. O pagamento será feito pela Caixa Econômica Federal, de forma escalonada. Quem aderiu até 5 de julho receberá em 15 de julho; quem aderir até 12 de julho receberá em 22 de julho; e quem solicitar até 26 de julho receberá em 5 de agosto. A Caixa efetuará o crédito automaticamente na conta corrente ou poupança existente dos trabalhadores ou abrirá uma poupança Caixa Tem, que pode ser movimentada pelo aplicativo Caixa Tem.

  • Aeroporto Salgado Filho retoma embarque e desembarque após 70 dias de interrupção devido a enchentes

    Operações de pouso e decolagem continuam na Base Aérea de Canoas; terminal de passageiros opera em áreas não afetadas O Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, retomou as atividades de embarque e desembarque de passageiros nesta segunda-feira (15), após uma pausa de mais de 70 dias devido a enchentes. As operações de pouso e decolagem, no entanto, continuarão sendo realizadas na pista da Base Aérea de Canoas enquanto o aeroporto passa por um processo de recuperação. Durante o período de inatividade, as operações foram transferidas para um terminal provisório no ParkShopping Canoas. Segundo a Fraport Brasil, administradora do aeroporto, as atividades agora serão realizadas em áreas do Terminal de Passageiros que não foram afetadas pelas enchentes, visando maior eficiência e agilidade. O acesso ao terminal será pelo segundo piso, pelas portas 5 e 6. O check-in e despacho de bagagens serão feitos na área previamente destinada ao check-in internacional. Após o check-in, os passageiros devem se dirigir ao terceiro andar para acessar a área de embarque internacional, de onde serão transportados de ônibus até a Base Aérea para o embarque. O terminal funcionará diariamente das 6h às 21h, e os passageiros são recomendados a chegar com três horas de antecedência ao horário do voo. O processo de embarque será concluído uma hora e meia antes da partida, restringindo o acesso à sala de embarque após esse horário. As opções de alimentação no aeroporto estão limitadas, mas incluem estabelecimentos como Casa Café, Cidade Porto Alegre, Bella Gula, Hudson e Snoopy Café. A Fraport destaca que é obrigatório que todos os passageiros sejam acompanhados pelas equipes da concessionária e da companhia aérea durante o deslocamento até a Base Aérea. A reabertura parcial do Aeroporto Salgado Filho marca um passo importante na recuperação após as enchentes, visando restabelecer a normalidade nas operações e garantir a segurança e comodidade dos passageiros.

  • Banda Cachorro Grande anuncia turnê comemorativa de 25 anos com início em Porto Alegre

    Grupo se apresentará no Auditório Araújo Vianna em 27 de setembro e ingressos estarão à venda a partir de quarta-feira (17) A banda Cachorro Grande celebrará 25 anos de carreira com uma turnê comemorativa, que começará em Porto Alegre. O primeiro show será realizado no Auditório Araújo Vianna, em 27 de setembro, às 21h30. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (15). “É o lugar onde a nossa história começou. Estou louco para pegar a estrada com os guris e tocar na nossa primeira casa”, afirmou o vocalista Beto Bruno. Os ingressos estarão disponíveis para compra a partir desta quarta-feira (17), às 10h, no site Sympla. Além de Beto Bruno, a formação atual da banda inclui Marcelo Gross na guitarra, Gabriel “Boizinho” Azambuja na bateria, Pedro Pelotas no teclado, e Eduardo Barretto no baixo, substituindo Rodolfo Krieger. Organizada pela Maia Entretenimento em colaboração com a Stage Minds, a turnê incluirá shows em outras cidades dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Minas Gerais, entre outros, com datas e locais a serem anunciados em breve. Formada em Porto Alegre em 1999, a banda Cachorro Grande rapidamente ganhou destaque na cena do rock nacional com influências de bandas clássicas dos anos 1960 e 1970, como The Beatles e The Rolling Stones. O nome "Cachorro Grande" surgiu de uma expressão gaúcha utilizada para descrever algo complicado, refletindo as discussões sobre o repertório de covers no início da carreira​. O grupo lançou seu primeiro álbum homônimo em 2001, que embora tenha tido pouca divulgação inicial, levou a banda a se apresentar em vários festivais independentes, ampliando sua base de fãs. O reconhecimento nacional veio com o segundo álbum, "As Próximas Horas Serão Muito Boas" (2004), que teve maior distribuição e visibilidade graças ao apoio do músico Lobão​. O álbum "Pista Livre" (2005), masterizado no estúdio Abbey Road, em Londres, marcou um grande sucesso para a banda, com músicas que ganharam destaque nas rádios, como "Sinceramente" e "Você Não Sabe o que Perdeu"​. Outros álbuns de destaque incluem "Todos os Tempos" (2007) e "Costa do Marfim" (2014), que continuaram a fortalecer a reputação do grupo no cenário musical brasileiro. A banda teve a oportunidade de abrir o show dos Rolling Stones em Porto Alegre, em 2016, um dos momentos mais importantes de sua trajetória​​. Após algumas mudanças na formação, a banda anunciou uma pausa em 2018, mas agora retorna para celebrar seu legado com a turnê de 25 anos.

  • 125 anos do Rádio: Primeira transmissão de voz humana por ondas de rádio foi realizada em 16 de julho de 1899

    Padre Landell de Moura realizou a primeira transmissão de voz e música por rádio, revolucionando as telecomunicações Em 16 de julho de 1899, Padre Roberto Landell de Moura realizou um marco histórico ao fazer a primeira transmissão de voz e música por ondas de rádio, em São Paulo. Este evento foi assistido por autoridades e teve cobertura da imprensa, segundo o jornalista Hamilton Almeida, biógrafo do padre gaúcho. Na demonstração pública inédita, a pedido de Landell, foi tocado o Hino Nacional. Apesar da importância de suas contribuições, Landell de Moura não recebeu o devido reconhecimento durante sua vida. Ele patenteou suas invenções no Brasil em 1901 e nos Estados Unidos em 1904, mas não conseguiu os recursos necessários para desenvolver e comercializar suas criações. Enquanto isso, Guglielmo Marconi é amplamente reconhecido por suas transmissões de sinais em código Morse realizadas em 1895, mas foi Landell quem fez a primeira transmissão de voz, uma característica essencial do rádio moderno. Contribuições e Legado Padre Landell de Moura faleceu em 30 de julho de 1928, enquanto era pároco da Igreja do Rosário, em Porto Alegre. Seu legado inclui não apenas suas invenções, mas também sua devoção religiosa e sensibilidade para com os necessitados. Ele era um fervoroso devoto de Nossa Senhora Aparecida e frequentemente pedia que a imagem da “Mãe morena Aparecida” fosse reconhecida como padroeira do Brasil, o que ocorreu dois anos após sua morte. Hoje, Landell de Moura é reconhecido como herói nacional e seu nome consta no “Livro de Aço” dos “Heróis da Pátria”, em Brasília. A Importância do Rádio Hoje Atualmente, o rádio continua sendo um dos veículos de comunicação mais importantes e acessíveis do mundo. De acordo com a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (ABERT), existem cerca de 4.700 emissoras de rádio no Brasil. Segundo a pesquisa Inside Audio 2023, 80% da população nas regiões metropolitanas ouve rádio, com um tempo médio de escuta de quase quatro horas diárias​​. Desafios e Oportunidades Embora o legado de Landell de Moura não seja amplamente reconhecido, sua sobrinha-neta, Lúcia Maria Landell de Moura, continua a lutar para que sua memória seja preservada. Ela enfatiza a importância de ensinar às novas gerações sobre as contribuições de Landell de Moura, para que sintam orgulho desse pioneiro. O Futuro do Rádio O rádio está se adaptando às tecnologias digitais, com plataformas de streaming, podcasts e rádios online expandindo seu alcance e acessibilidade. Segundo a pesquisa Inside Audio 2023, o consumo de rádio na internet também é significativo, com 67% das pessoas ouvindo pelo celular e 39% consumindo conteúdos de rádio no YouTube. Além disso, 43% dos ouvintes de rádio também escutam streaming de música e podcasts têm mostrado um crescimento significativo​. Enquanto celebramos os 125 anos da primeira transmissão de voz e música por ondas de rádio, é crucial reconhecer e homenagear o verdadeiro pai do rádio, Padre Roberto Landell de Moura. Seu pioneirismo moldou as bases das telecomunicações modernas e continua a inspirar gerações de cientistas e engenheiros a explorar os limites da tecnologia.

  • Obras e intervenções na ERS-135 exigem atenção dos motoristas nesta semana

    Manutenções na ERS-135 incluem reparos, drenagem e sinalização, impactando trânsito em Passo Fundo, Sertão e Coxilha Motoristas devem estar atentos às obras e intervenções em 12 estradas do Rio Grande do Sul nesta semana, alerta a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). No total, 26 frentes de trabalho exigem cuidado redobrado dos condutores. Na ERS-135, as equipes realizarão reparos nos quilômetros 15, em Coxilha, e 39, em Sertão. Haverá instalação de drenos profundos nos quilômetros 08, em Passo Fundo, e 40, em Sertão. Também está prevista a implantação de reforço na sinalização entre os quilômetros 08 e 78, de Passo Fundo a Erechim, além da limpeza de margens do quilômetro 60 ao 75, entre Getúlio Vargas e Erechim. Durante as obras, a presença de trabalhadores e máquinas na pista pode ocasionar bloqueios de faixas e lentidão em determinados pontos, principalmente nos horários de pico. Segundo o diretor-presidente da EGR, Luís Fernando Vanacôr, as obras visam melhorar a trafegabilidade e a segurança dos usuários, além de contribuir para o desenvolvimento do estado. “As obras em andamento visam melhorar a trafegabilidade e a segurança dos usuários. Em razão disso, os condutores devem respeitar a sinalização e os limites de velocidade”, destacou Vanacôr. Confira a relação completa das frentes de trabalho, os trechos e municípios envolvidos: Construção de ponte: ERS-130, no quilômetro 75, entre Arroio do Meio e Lajeado. Reconstrução de rodovia: ERS-129, no quilômetro 88, em Muçum (detonações e reconstrução de talude). ERS-115, no quilômetro 38, em Gramado (talude de contenção). Construção de interseção: RSC-453, no quilômetro 23, em Cruzeiro do Sul. ERS-235, no quilômetro 46, em Canela. ERS-235, nos quilômetros 04 e 08, em Nova Petrópolis. Manutenção no pavimento e reparos localizados: RSC-453, do quilômetro 07 ao 18, entre Venâncio Aires e Cruzeiro do Sul. ERS-135, no quilômetro 08, em Passo Fundo (instalação de drenos). ERS-135, nos quilômetros 15, em Coxilha, e 39 e 40, em Sertão. Sinalização: ERS-235, do quilômetro 14 ao 22, em Nova Petrópolis. ERS-135, do quilômetro 08 ao 78, em Erechim (segmentos). Conservação, limpeza de margens, sarjetas e drenagens, roçadas e tapa-buracos: ERS-128, do quilômetro 13 ao 30, entre Fazenda Vila Nova e Teutônia. ERS-129, do quilômetro 75 ao 85, entre Encantado e Muçum. ERS-130, do quilômetro 85 ao 94, entre Arroio do Meio e Encantado. RSC-453, do quilômetro 40 ao 50, em Estrela. ERS-239, do quilômetro 16 ao 25, entre Novo Hamburgo e Sapiranga. ERS-115, do quilômetro zero ao 25, entre Taquara e Três Coroas. ERS-474, do quilômetro zero ao 32, entre Santo Antônio da Patrulha e Rolante. ERS-020, do quilômetro 67 ao 95, entre Três Coroas e São Francisco de Paula. ERS-235, do quilômetro 06 ao 32, entre Nova Petrópolis e Gramado. ERS-466, do quilômetro zero ao 07, em Canela. ERS-040, do quilômetro 11 ao 30, em Viamão. ERS-135, do quilômetro 60 ao 75, entre Getúlio Vargas e Erechim.

  • Fórum do Agronegócio na 12ª Expo Tapejara 2024 terá início em 08 de agosto com palestras sobre manejo do solo e Nota Fiscal Fácil

    Programação do Fórum do Agronegócio inclui debates sobre manejo do solo e potencial do setor agropecuário brasileiro O Fórum do Agronegócio, que integra a 12ª Expo Tapejara 2024, ocorrerá em 08 de agosto, no auditório do Espaço Gestão Neorgan, com entrada gratuita. Conforme Jeferson Favretto, presidente da Expo Tapejara, o evento contará com painelistas qualificados discutindo temas como manejo do solo e Nota Fiscal Fácil para produtores rurais. A programação começa às 8h30 com recepção e café da manhã. A primeira palestra abordará "manejo do solo – como minimizar os efeitos das chuvas" com o pesquisador da Embrapa Trigo de Passo Fundo, Dr. José Luiz Denardin. Em seguida, o auditor da Receita Estadual, Rogério Biondo, falará sobre a Nota Fiscal Fácil para produtores rurais. Às 14h, o ex-presidente da John Deere, Paulo Herrmann, abrirá a programação da tarde com o tema “O Agro Brasileiro: potencial, desafios e oportunidades”. Às 16h, ocorrerá um painel sobre o “Cenário do Agro Brasileiro”. O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tapejara, Emater e Cotapel, responsáveis pelas palestras matinais, estão realizando inscrições no Sindicato e na Cotapel, com entrega antecipada de ingressos cortesia. A Expo Tapejara acontecerá de 08 a 11 de agosto de 2024, no Parque Municipal Angêlo Eugênio Dametto, com a participação de mais de 250 expositores.

  • Grêmio anuncia as contratações de Monsalve e Aravena

    O vice-presidente de futebol do Grêmio , Antônio Brum, confirmou neste domingo as contratações do meia Miguel Monsalve e do atacante Alexander Aravena. A informação foi passada pelo próprio dirigente após a vitória sobre o Operário , em jogo válido pela terceira fase da Copa do Brasil. De acordo com Brum, os dois assinarão contrato até o final de 2028. Monsalve tem 20 anos e Aravena está com 21. Monsalve Miguel Monsalve iniciou sua trajetória profissional na base do Independiente Medellín na categoria Sub-20 e chegou ao time principal em 2022. Na temporada atual, com grande destaque na Copa Sul-Americana, foi o capitão do time com forte liderança entre os companheiros. Miguel Monsalve representou a Colômbia em competições Sul-Americanas e no Mundial da categoria em 2023. Ficha Técnica Nome completo: Miguel Ángel Monsalve González Nascimento: 27/02/2004 Naturalidade: Medellín-COL Clubes: Independiente Medellín-COL Aravena Alexander Aravena Guzmán iniciou sua trajetória profissional na base da Universidad Católica e teve uma passagem por empréstimo no Ñublense. Nas últimas temporadas, se estabeleceu como um jogador importante da Catolica, atuando como um atacante pelos lados, com boa capacidade de conclusão aliada a características de potência e velocidade. Aravena esteve presente no Pré-Olímpico da Conmebol e também fez parte das convocações chilenas nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2026. Ficha Técnica Nome completo: Alexander Ernesto Aravena Guzmán Nascimento: 06/09/2002 (21 anos) Naturalidade: Huechuraba-CHI Clubes: Universidad Catolica-CHI e Ñublense-CHI Fonte: Correio do Povo

  • Rosario Central e Internacional se enfrentam pelos playoffs da Copa Sul-Americana

    Em jogo válido pelos playoffs das oitavas da Copa Sul-Americana, o Internacional terá pela frente o Rosario Central, nesta terça-feira (16), às 21h30 (de Brasília), em Rosario. O Inter ficou em segundo no seu grupo da Sul-Americana e terá agora que encarar o time argentino, que terminou em terceiro no grupo da Libertadores. Durante este mês de julho, o Rosario Central disputou apenas um jogo e acabou derrotado pelo Barracas, na Copa da Argentina. O time comandado pelo técnico Miguel Ángel Russo já acumula quatro jogos sem vitórias e vive um momento ruim na temporada. COMO CHEGA O INTERNACIONAL: Após a eliminação na Copa do Brasil para o Juventude, o Internacional quer mostrar sua força na Copa Sul-Americana, para tentar avançar e seguir firme na luta pelo título. Já são seis jogos sem vitórias, sendo três empates e três derrotas. RETROSPECTO: Ao todo os dois clubes se enfrentaram uma vez. Isso aconteceu durante a Copa Sul-Americana de 2005, O Internacional jamais perdeu para o time argentino e tem uma vitória e um empate. FICHA TÉCNICA Rosario Central (ARG) x Internacional - Copa Sul-Americana - Playoff das oitavas - 1º jogo Local: Estádio Gigante Arroyito, Rosario (ARG). Data e horário: 16/07/2024 (terça-feira), às 21h30 (horário de Brasília) Transmissão: SBT, a ESPN e o Disney+ Árbitro: Cristian Garay (Chile) Auxiliares: Miguel Rocha e Juan Serrano (ambos do Chile) VAR: Fernando Vejar (Chile) PROVÁVEIS ESCALAÇÕES Rosario Central: Werner; Coronel, Mallo, Quintana e Alan Rodríguez; Giaccone, Ibarra, Martínez e Campaz; Marco Rubén e Copetti. | Técnico: Miguel Ángel Russo.  Internacional: Fabrício (Rochet); Bustos, Vitão, Mercado e Robert Renan; Rômulo e Bruno Gomes; Bruno Henrique, Alan Patrick e Wesley; Valencia. | Técnico: Pablo Fernandez.

  • Seminário Regional de Manejo do Solo acontece em Erechim na quarta-feira

    Visando debater e unir esforços para melhorar o manejo dos solos agrícolas da região do Alto Uruguai, Erechim sedia nesta quarta-feira (17/07), no Salão de Atos da Uri, o Seminário Regional de Manejo do Solo. O evento é uma promoção da Universidade Regional Integrada (Uri) – Campus Erechim, através do curso de Agronomia, em parceria com a Emater/RS-Ascar e a Cooperalfa, com apoio de diversas entidades e empresas. Também visa apresentar os resultados do estado da fertilidade do solo da região, bem como difundir a importância do uso de corretivos e fertilizantes, além da importância do plantio direto e da correção de áreas compactadas.  A programção acontece das 8h às 16h, com palestras técnicas e mesas- redondas. Serão debatidos diversos temas, tais como o diagnóstico da fertilidade o solo da região Alto Uruguai; atualização sobre o uso de corretivos de acidez de solo; melhorias da fertilidade; tecnologias e sistemas produtivos sustentáveis; manejo regenerativo com uso de plantas de cobertura; e melhorias do perfil do solo.  O evento é gratuito a todos os profissionais, produtores e estudantes interessados no assunto. As inscrições podem ser feitas no site uricer.edu.br/eventos e até o início do Seminário.

  • Movimento SOS Agro RS realiza nova mobilização para cobrar medidas do governo federal

    O movimento SOS Agro RS está convocando os produtores rurais, cooperativas e empresas do setor para uma manifestação que está agendada para sexta-feira, 19 de julho. A mobilização será no parque da Expoagro Afubra, em Rincão Del Rey, Rio Pardo, a partir das 10h30 (Horário de Brasília)  O movimento SOS Agro RS pretende cobrar medidas do governo federal para as reivindicações dos produtores rurais, tais como a prorrogação de parcelas de dívidas de custeio, investimento e comercialização por 15 anos, com 3% de juros e dois anos de carência. “Ao longo dos últimos anos, o Rio Grande do Sul tem enfrentado desafios climáticos sem precedentes. Secas devastadoras e, mais recentemente, as inundações históricas e o excesso de chuvas do outono de 2024, colocaram o setor em uma situação crítica", informou o movimento.  organização sugere que os participantes levem sua cadeira e 1kg de alimento não perecível para o banco de alimentos. O SOS Agro RS é um grupo apartidário e realizou um ato em Cachoeira do Sul, reunindo milhares de pessoas. A produtora rural, Luciane Agazzi, ressaltou a importância dos produtores participarem da segunda mobilização do SOS Agro RS. “Nós precisamos dos produtores rurais, pois por muito tempo nós giramos a economia e também colocamos de forma direta e indireta comida na mesa de muitas famílias. Nós estamos precisando de apoio das empresas e cooperativas”, informou.  Informações:  Local: Expoagro - Afubra (BR-471, KM 161, Rincão Del Rey, Rio do Pardo/RS)  Horário:  10h30 (Horário de Brasília) Para mais informações: @agrodelas__ Por: Andressa Simão Fonte: Notícias Agrícolas

  • 42º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul tem início nesta terça-feira

    Evento integrará painéis de debate não apenas de medida para fortalecimento dos municípios e reconstrução do RS, mas também estratégias de prevenção para novos eventos climáticos Com o tema “Reconstruir é acreditar de novo”, o 42º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul, organizado tradicionalmente pela Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), está se aproximando e traz uma riquíssima programação em prol da retomada do nosso estado. O evento, que será realizado na Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), em Porto Alegre, começa nesta terça-feira, dia 16 de julho. A programação se estende até a quarta-feira (17/07). A Famurs, através desta edição do evento, objetiva promover um espaço ideal à busca de soluções e apoio aos municípios e gestores gaúchos para ultrapassar esse momento desafiador e sem precedentes, considerado a maior catástrofe climática vivenciada no estado, superando as enchentes de 1941. O 42º Congresso integrará painéis de debate acerca não apenas de medida para fortalecimento dos municípios e reconstrução do Rio Grande do Sul, mas também estratégias de prevenção para novos eventos climáticos. Além da participação de prefeitos, vice-prefeitos, secretários e técnicos municipais, o encontro contará também com representantes do Estado e da União para discussão da temática. “Juntos, poderemos discutir e definir estratégias para a reconstrução da infraestrutura, o apoio às comunidades afetadas, o desenvolvimento sustentável e a retomada da economia gaúcha”, destaca o convite do presidente da Famurs, Marcelo Arruda. As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pelo site bit.ly/42CongressoMunicipiosRS . O evento, organizado pela Casa Municipalista gaúcha, tem patrocínio do Banrisul, Badesul, BRDE, GovBR, 1Doc, Aprende Brasil, System e Caixa. E, conta ainda com o apoio da CNM, Granpal, Planalto, Crea/RS e Emater. Serviço O quê? 42º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul Quando? 16 e 17 de julho Onde? AMRIGS (Av. Ipiranga, 5311 - Porto Alegre) Programação   16 DE JULHO - TERÇA-FEIRA 8h ABERTURA FEIRA DOS EXPOSITORES E CREDENCIAMENTO   9h PAINEL DE BOAS-VINDAS  Marcelo Arruda, presidente da Famurs e prefeito de Barra do Rio Azul Paulo Ziulkoski, presidente da CNM Assinatura do termo de parceria com as universidades comunitárias   10h GOVERNO DO ESTADO Eduardo Leite, Governador do Estado do RS   12h INTERVALO ALMOÇO 13h30 CONTROLE DE CONTAS - AVALIAÇÃO DE RISCOS, GOVERNANÇA E MUDANÇAS CLIMÁTICAS: DESAFIO DO BRASIL Augusto Nardes, Ministro do TCU   14h A EFETIVIDADE DA PROTEÇÃO SOCIAL DO SUAS NAS SITUAÇÕES DE CALAMIDADE E PÓS-CALAMIDADE - RECURSOS FINANCEIROS, APOIO TÉCNICO E INTERLOCUÇÃO COM A DEFESA CIVIL José Arimateia de Oliveira, diretor do Fundo Nacional de Assistência Social – FNAS Beto Fantinel, secretário do Desenvolvimento Social do RS Leonardo Lamachia, presidente da OAB/RS Milena de Assis Mohr, vice-presidente do COEGEMAS/RS Coronel Dias de Castro, subchefe de Proteção e Defesa Civil da Casa Militar   DESTINAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA - FUNDOS MUNICIPAIS Márcio Schuch, Presidente do CRCRS   15h GESTÃO ESTRATÉGICA PARA RECONSTRUÇÃO E ADAPTAÇÃO ÀS MUDANÇAS CLIMÁTICAS Pedro Capeluppi, secretário do Estado da Reconstrução Gaúcha Marjorie Kauffmann, secretária do Meio Ambiente e Infraestrutura do Estado do RS Renato Chagas, diretor-presidente da FEPAM Carlos Tucci, diretor de hidrologia da Rhama Analysis Guilherme Marques, professor do IPH/UFRGS e coordenador do Núcleo de Pesquisa em Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos Júlio Salecker, coordenador geral do Fórum Gaúcho de Comitês de Bacias Leonardo Busatto, diretor de Planejamento do BRDE Mediação: Marion Heinrich, área técnica de Meio Ambiente da Famurs   CAMPANHA RECONSTRUIR RS Nanci Walter, presidente do CREA-RS   16h50 SOLUÇÕES SERPRO QUE AJUDAM OS MUNICÍPIOS GAÚCHOS Raphael Carvalho, gerente de divisão de negócios de governo para a Região Sul – Serpro  17h SOLUÇÕES PARA MELHORAR A ARRECADAÇÃO MUNICIPAL Antinio Martinelli, assistente comercial dos Correios   17h15 O GERENCIAMENTO DO MAIOR DESASTRE CLIMÁTICO DA HISTÓRIA DO RS: APRENDIZADOS, DESAFIOS E OPORTUNIDADES Coronel Luciano Chaves Boeira, coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil Mediação: Marcelo Arruda, presidente da Famurs   18h30 ENCERRAMENTO   18h30 JANTAR DOS PREFEITOS   17 DE JULHO (QUARTA-FEIRA)   9h AÇÕES DE RECONSTRUÇÃO PARA O AGRO GAÚCHO  José Cleber, superintendente de Agricultura no Rio Grande do Sul – MAPA Adolfo Brito, presidente da Assembleia Legislativa  Ronaldo Santini, secretário de Desenvolvimento Rural - SDR Clair Kuhn, secretário de Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação – SEAPI Claudinei Moisés Baldissera, diretor Técnico Emater/RS Luciano Silveira, presidente da comissão de agricultura da AL/RS Paulo Learsi Petzhold Corrêa da Silva, representante SOS Agro RS    BANRISUL E O AGRO GAÚCHO: CAMINHOS PARA A RECONSTRUÇÃO Fernando Postal, diretor de desenvolvimento do Banrisul Robson Oliveira Santos, superintendente de Agronegócios   10h30 PROJETO NATUREZA CMPC: O MAIOR INVESTIMENTO DA HISTÓRIA DO RS E AS OPORTUNIDADES COM O PLANTIO DE EUCALIPTO Daniel Andriotti, relações institucionais da CMPC   10h45 PARCEIROS MUNICIPALISTAS: SOLUÇÕES PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS Kalil Sehbe Neto, diretor do Setor Público do Badesul Michelle Witkowski, especialista da 1DOC Paulo Jonas Zanoelo, fundador e CEO da System Sistemas de Gestão   11h DEFESA CIVIL NACIONAL Paulo Roberto Farias Falcão, diretor do Departamento de Obras de Proteção e Defesa Civil Nacional  11h30 A ATUAÇÃO DOS PODERES E ÓRGÃOS DE JUSTIÇA E CONTROLE NAS AÇÕES DE ENFRENTAMENTO À CALAMIDADE PÚBLICA Alberto Delgado Neto, presidente do Tribunal de Justiça – TJ/RS Alexandre Sikinowski Saltz, procurador-geral de Justiça - MP/RS Marco Peixoto, presidente do Tribunal de Contas do Estado – TCE/RS Mediação: Ana Paula Ziulkoski, coordenadora da área jurídica da Famurs   12h15 INTERVALO ALMOÇO 13h30 RECUPERAÇÃO DAS ESTRADAS ESTADUAIS, LIGAÇÕES REGIONAIS E ACESSOS MUNICIPAIS Juvir Costella, secretário de Logística e Transporte do RS Luciano Faustino da Silva, diretor-geral do DAER   14h HABITAÇÃO Hailton Madureira, secretário nacional de Habitação Renato Scalabrin, superintendente regional da Caixa Econômica Federal   15h AÇÕES, AVANÇOS, E PROGRAMAS DISPONÍVEIS PARA A RECONSTRUÇÃO DO RS Paulo Pimenta, ministro-chefe da Secretaria Extraordinária de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul  16h30 ENCERRAMENTO

  • Canola está implantada e segue em desenvolvimento no RS

    A cultura da canola está implantada no Rio Grande do Sul. Na região administrativa da Emater/RS-Ascar de Santa Rosa, a área de canola deve ser de 51.314 hectares na região, o que representa aumento de 56% em relação à safra passada. São Luiz Gonzaga e Giruá deverão ser os municípios com a maior área de canola semeada na região, chegando próximo a dez mil hectares cada. De acordo com o Informativo Conjuntural, divulgado nesta quinta-feira (11/07) pela Emater/RS-Ascar, neste ano, o plantio atrasou em comparação à safra passada, quando foi finalizado na primeira quinzena de junho. Mesmo assim, espera-se inicialmente uma produtividade de 1.738 kg/ha, bem superior à produtividade média obtida na safra passada, que sofreu perdas provocadas pelas condições climáticas adversas.   Atualmente, no RS, 81% da área cultivada com canola está em fase de desenvolvimento vegetativo, 16% em florescimento e 3% em enchimento de grãos, que correspondem às lavouras semeadas no cedo. No geral, o aspecto das lavouras é bom, com adequada sanidade. O clima frio e seco, durante a maior parte do período, é benéfico para o desenvolvimento da cultura. Entretanto, havia preocupação com as geadas, ocorridas no período anterior, em relação às lavouras em floração e em início de enchimento dos grãos, onde ainda não foi possível avaliar as prováveis perdas de produtividade.   As lavouras mais precoces, semeadas em abril, apresentam menor densidade de plantas e as semeadas a partir de junho, adequada população de plantas, alto vigor, boa sanidade e desenvolvimento. O controle de invasoras continua em andamento nas lavouras mais tardias. Ocorreu também controle de traça por meio do uso de inseticidas.   Trigo – O plantio do trigo foi intensificado no Estado, chegando a 82% da área estimada para esta Safra, que é de 1.312.488 hectares. Enquanto a semeadura do trigo está praticamente finalizada no Noroeste do Estado, nas regiões de Caxias do Sul, Sul e na Campanha, a operação está atrasada e alguns produtores avaliam se desistem do plantio de trigo para não impactar o de soja na próxima safra – nos Campos de Cima da Serra, ou se investem em pecuária – como é o caso de Bagé, o que pode resultar em menor área implantada.   As baixas temperaturas favoreceram as lavouras implantadas e contribuem para o bom perfilhamento e desenvolvimento das plantas, formando lavouras adequadas. A maioria das lavouras apresenta bons aspecto e população de plantas. Em função das chuvas, muitos produtores aplicam fertilizantes nitrogenados nas áreas de trigo em pré-afilhamento, visando antecipar o fornecimento de nitrogênio e consequentemente estimular ainda mais o perfilhamento e o crescimento inicial.   Aveia branca - A estimativa de cultivo é de 365.590 hectares em 2024. O desenvolvimento das lavouras evoluiu; em algumas regiões, há áreas em enchimento de grãos. As condições climáticas favoreceram a aplicação de fertilizantes nitrogenados e o controle de plantas daninhas.   Cevada - No Estado, a projeção inicial de cultivo é de 34.429 hectares. As lavouras estão em desenvolvimento inicial. Na região administrativa da Emater/RS-Ascar de Erechim, da área prevista de 12.460 hectares, 98% estão plantados. Destes, 85% encontram-se em desenvolvimento vegetativo e 15% em fase de germinação. As lavouras apresentam desenvolvimento satisfatório. Na região de Soledade, as lavouras apresentam bom estabelecimento, e os tratos culturais começam a ser realizados. O desempenho vegetativo está limitado em razão do tempo encoberto e úmido, porém há potencial de recuperação, se ocorrerem dias ensolarados.   CULTURAS DE VERÃO Soja - Nas áreas onde não foi realizado manejo químico para implantação das culturas de inverno, a formação de geadas proporcionou a eliminação das plantas voluntárias e reduziu a necessidade de controle químico para atender à legislação, que exige vazio sanitário da cultura. O período do vazio sanitário, quando não se pode manter as plantas de soja vivas, é de 90 dias. Para o Rio Grande do Sul, esse prazo se dá entre 03/07 e 30/09/2024.   Após o lançamento do Plano Safra 2024/2025, houve aumento da procura por parte dos agricultores nos escritórios da Emater/RS-Ascar, por informações para a elaboração dos projetos de custeio da lavoura de soja. Na de Pelotas, por exemplo, os sojicultores estão buscando informações sobre políticas públicas que amenizem os prejuízos ocasionados pelo excesso de chuvas. Há expectativas de repetir, na próxima safra, a área semeada na Safra 2023/2024, que foi de 527 mil hectares. Porém, o número de produtores envolvidos com o cultivo diminuirá.   Na região de Soledade, o período foi de recuperação de áreas. As áreas de solo impactadas pela erosão hídrica estão sendo sistematizadas (escarificadas com o uso de plainas) e corrigidas com aplicação de calcário. Alguns poucos terraços também estão sendo construídos.   Milho - Após o lançamento do Plano Safra 2024/2025, produtores de milho das regiões administrativas da Emater/RS-Ascar de Bagé, Ijuí e Santa Rosa buscaram informações tanto em relação a encaminhamentos de pré-custeios e custeios de lavouras, quanto sobre a aquisição de sementes e insumos.   Na região de Bagé, na Fronteira Oeste, deve iniciar, nos próximos dias, a dessecação de manejo das plantas de cobertura do solo em áreas com implantação prevista entre o final de julho e a primeira quinzena de agosto. Em São Gabriel e Alegrete, os produtores estão em busca de novos híbridos que apresentem boa relação custo-benefício, especialmente com alguma tolerância a períodos de estiagem e ao enfezamento transmitido pela cigarrinha. Em São Borja, os produtores planejam a implantação das lavouras o mais cedo possível como forma de garantir que as lavouras não sejam atingidas por uma eventual estiagem no período reprodutivo, considerando as previsões de alta probabilidade de ocorrência do fenômeno La Niña  no segundo semestre.   PASTAGENS E CRIAÇÕES O campo nativo segue sendo impactado pelo aumento do frio e pelos dias mais curtos, reduzindo a oferta de pastagem aos rebanhos. As pastagens cultivadas estão em desenvolvimento vegetativo e mostraram melhora durante o período sem chuvas e de dias mais ensolarados.   Para os rebanhos de corte, segue reduzida a oferta de pastagens, pois muitas áreas ainda estão inacessíveis, como consequência dos eventos climáticos nos últimos meses. As fases de criação do momento incluem parição, desmame e engorda. A vacinação continua sendo realizada. Houve redução das infestações por ectoparasitos, após as geadas, em boa parte do Estado.   OVINOCULTURA - Na região administrativa da Emater/RS-Ascar de Bagé, o estado corporal do rebanho ovino está em déficit devido às geadas, que afetam a forragem nos campos nativos. Animais em pastagens de aveia e azevém estão em melhor condição, mas com suporte limitado. O tempo mais seco e frio reduziu a incidência de verminoses, problemas de cascos e miíase, melhorando a saúde do rebanho. Na de Erechim, o desenvolvimento das pastagens de inverno ainda está em atraso, impactando a condição corporal dos rebanhos e aumentando a vulnerabilidade a doenças, especialmente durante a fase de parição, o que exige manejo intensivo para minimizar perdas. Na de Passo Fundo, fêmeas em gestação e em parição enfrentam dificuldades em razão do excesso de chuva e da falta de pastagens. O mercado enfrenta problemas de comercialização em função do baixo preço e de desafios para engorda dos ovinos.   APICULTURA - Na região administrativa da Emater/RS-Ascar de Caxias do Sul, os apicultores utilizaram redutores de alvado para ajudar na retenção de calor nas colmeias. As condições gerais dos apiários foram satisfatórias, sem relatos de danos nas caixas. A produção de mel está praticamente estagnada. Na de Passo Fundo, a escassez de floradas tem cada vez mais reduzido o fluxo de néctar e pólen para as colmeias, exigindo revisões para avaliar a alimentação das colmeias, sendo necessário fornecer alimentos suplementares, se os níveis estiverem baixos. Na de Porto Alegre, apenas os enxames mais fortes conseguiram produzir. Os apicultores seguem fornecendo alimentação artificial, e a colheita já foi finalizada. A produtividade teve uma queda estimada entre 50% e 70%. Na de Santa Maria, a atividade apresenta queda significativa na produtividade, especialmente em São Vicente do Sul, onde a redução chegou a 70%. Na de Santa Rosa, a chegada da frente fria reduziu o forrageamento das abelhas e o fluxo no alvado. As floradas predominantes no momento são as de nabo forrageiro e canola.     Foto: Paulo Ricardo Sartori – extensionista da Emater/RS-Ascar

  • Colegiado de Gestores Municipais de Assistência Social da AMAU realiza encontro de mobilização e planejamento

    Nesta quinta-feira, dia 11 de julho, as gestões das Secretarias Municipais de Assistência Social do Alto Uruguai se reuniram na sede da Amau em Erechim, para encontro do COEGEMAS - Colegiado de Gestores Municipais de Assistência Social no intuito de debater e estabelecer diretrizes de atuação para política de assistência social nos municípios da região. A pauta contou com socialização da situação atual dos municípios atingidos pelas chuvas e a revisão de prazos, metas e ações previstas para serem executadas neste semestre pelas Secretarias Municipais e unidades CRAS e CREAS.  O encontro também teve intuito de mobilizar a região e secretários para juntamente com os prefeitos e vereadores participarem do 42º Congresso de Municípios do Rio Grande do Sul com o tema “Reconstruir é Acreditar de Novo”. A presidente do COEGEMAS e secretária de Assistência Social Joice Baldissera, destacou a importância do encontro entre gestores e profissionais do SUAS para planejamento de ações e fortalecimento da Política de Assistência Social, principalmente porque segundo ela “socializar experiências e trazer possibilidades de atuação nos municípios, além de inovar a política de assistência social permite alinhavar o trabalho na região e garantir melhores condições de proteção social para população em situação de desproteção social”. A próxima reunião está prevista para o dia 22 de agosto.   Fotos : Divulgação AMAU

  • Inter é derrotado em casa pelo Juventude e demite treinador Eduardo Coudet

    O Inter anunciou a demissão do técnico Eduardo Coudet na noite desta quarta-feira. Após rumores do argentino ter entregue o cargo no vestiário, o presidente Alessandro Barcellos concedeu entrevista coletiva depois da derrota para o Juventude pela Copa do Brasil e informou que Chacho não segue no comando colorado por um “comum acordo”. "Ele também percebeu isso e resolvemos interromper o contrato entendendo que era necessário para fazer isso agora para remobilizar todo departamento de futebol e o grupo de jogadores” , afirmou o presidente. “Foi uma decisão do Clube que o treinador entendeu. Com certeza, caso não tivesse tomado essa decisão, ele seguiria treinando”, repetiu. Segundo Barcellos, a mudança também se deve a necessidade de reverter o placar adverso no Alfredo Jaconi no final de semana. Para classificar, o Colorado precisa vencer para levar aos pênaltis ou por dois gols ou mais para avançar direto. Sobre o futuro treinador, o presidente colorado admitiu que o mercado não é tão simples. “ Precisamos pensar não só no que vai embora, mas também onde você vai buscar e quem irá buscar” . O cartola evitou projetar que o novo técnico já esteja na casamata no final de semana . “Mas não vamos fazer nada que nos precipite”. Números de Coudet Contratado em julho, Coudet deixa o Beira-Rio mais uma vez sem títulos. Nesta segunda passagem pelo Inter, foram 62 jogos, 30 vitórias, 15 empates e 17 derrotas. Foram 85 gols e 58 sofridos. Somado a primeira passagem no Colorado em 2020, Coudet fez 108 partidas, 54 vitórias, 38 empates e 26 derrotas. Fonte: Correio do Povo

  • Grêmio é derrotado com facilidade pelo Cruzeiro e segue no Z4 do Brasileirão

    A repetição dos mesmos erros, a nona derrota e afundado no Z4. Assim como em outras partidas do Brasileirão, o Grêmio jogou mal e foi facilmente superado pelo Cruzeiro por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Centenário, pela 16ª rodada da competição. Ramiro e Arthur Gomes marcaram os gols. Com o resultado, o Tricolor segue com 11 pontos e ocupa a 18ª colocação. No domingo, às 11h, os comandados de Renato Portaluppi recebem o Operário-PR, no Centenário, em Caxias do Sul, pelo duelo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Já o Cabuloso, com 26 pontos e na 6ª posição, encara o Bragantino, no sábado, às 16h, no Mineirão. Dois gols sofridos em dois minutos Na fria Serra Gaúcha, o Grêmio começou melhor e teve a primeira chance da partida. Aos 7, Cristaldo acionou Edenilson, que invadiu a área e perdeu de cara para o gol, em grande defesa de Anderson. A partir daí, o Cruzeiro dominou. Com o passar dos minutos, os mineiros passaram a ocupar o campo ofensivo e chegar com facilidade na meta de Marchesín. Aos 14, Barreal cruzou da esquerda e Ramiro desviou de cabeça para abrir o placar: 0 a 1. Não deu nem tempo de absorver o primeiro gol sofrido, e o Tricolor logo tomou o segundo. Dois minutos mais tarde, Arthur Gomes ganhou da marcação e acertou o canto esquerdo de Marchesín. A bola passou do lado, mas o goleiro nem se mexeu: 0 a 2. O Grêmio sentiu o baque e escapou de ser goleado ainda no primeiro tempo. Aos 31, Arthur Gomes recebeu de Matheus Pereira, passou pela marcação e finalizou para grande defesa de Marchesín. Três minutos depois, Matheus Pereira recebeu livre dentro da área e, cara a cara com o gol, perdeu chance incrível. Sem força, o Grêmio não conseguiu mais levar perigo à meta de Anderson. Expulsão impede reação Para tentar reagir, Renato Portaluppi voltou do intervalo com quatro substituições. Du Queiroz, Galdino, Pepê e Nathan Fernandes entraram nos lugares de Gustavo Martins, Edenilson, Cristaldo e Pavón, respectivamente. A situação, que já era ruim, ficou pior ainda aos 11. Kannemann cometeu falta forte em Ramiro e recebeu o cartão vermelho direto. Com uma boa vantagem e um jogador a mais, o Cruzeiro quase marcou o terceiro gol. Aos 14, Arthur Gomes recebeu cruzamento dentro da área e finalizou para a defesa de Marchesín. Aos 16, Galdino serviu Nathan Fernandes, que driblou o defensor e bateu para fora. Totalmente desorganizado, o Tricolor não teve forças para reagir. O Cabuloso, por sua vez, passou a administrar o confronto e garantiu os primeiros três pontos fora de casa no Campeonato Brasileiro. Brasileirão 2024 - 16ª rodada Grêmio 0 Marchesín; João Pedro, Gustavo Martins (Du Queiroz), Kannemann e Reinaldo; Villasanti, Dodi, Edenilson (Galdino) e Cristaldo (Pepê); Gustavo Nunes (Alysson) e Pavón (Nathan Fernandes). Técnico: Renato Portaluppi. Cruzeiro 2 Anderson; William, Zé Ivaldo, João Marcelo e Kaiki (Villalba); Lucas Romero (Machado), Ramiro, Barreal e Matheus Pereira (Mateus Vital); Arthur Gomes (Robert) e Gabriel Veron (Vitinho). Técnico: Fernando Seabra. Gols: Ramiro (14min/1T) e Arthur Gomes (16min/1T) Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ-Fifa) Assistentes: Luiz Cláudio Regazone (RJ) e Carlos Henrique Alves (RJ) VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP-Fifa) Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS)

  • ACCIAS promove curso de dicção, desinibição e oratória

    A ACCIAS, em parceria com o Senac, realizará a partir do dia 02 de agosto, todas as sextas a noite e sábados de manhã a cada 15 dias, o Curso “Dicção, Desinibição e Oratória”. Os conteúdos abordados serão: Aparelho fonador: função; Produção dos fonemas, classificação e falhas mais comuns; Respiração diafragmática, respiração e dicção, aproveitamento do ar e prolongamento da expiração; Relaxamento físico e mental; atitude mental positiva; Técnicas para eliminação de tensão; Impostação da voz; Técnica dos ressonadores para ampliar a intensidade de voz; Técnica de articulação e emissão de vogais e consoantes; Qualidade de voz: intensidade, ritmo, timbre, extensão e altura; Pontuação oral e leitura expressiva; Comunicação verbal e não verbal; Criatividade para desenvolvimento da arte de falar em público; Microfone: manipulação e adequação; Recursos e técnicas para montagem de palestras; Fatores de inibição, controle das emoções, postura e gesticulação; Princípios básicos da expressão verbal: voz, vocabulário e expressão corporal; Técnicas de fala de improviso: com ou sem roteiro; Técnica do assunto paralelo na fala de improviso; Expressão não verbal: gestual, postura, expressão facial e expressão corporal. Este curso visa desenvolver os alunos, a apresentar-se ao público e comunicar-se de forma eficaz, que é um importante diferencial competitivo. O curso desenvolve técnicas adequadas para diferentes situações comunicativas. Com um total de 30 horas, o curso oferecerá desconto aos associados da ACCIAS. As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas na entidade. Maiores informações pelos telefones, 3341 3704 ou 54- 98434-6380 (whats).

  • 12ª Expo Tapejara vai inovar na Agricultura Familiar

    Serão mais de 30 agroindústrias do Estado com o selo Sabor Gaúcho.   O Pavilhão da Agricultura Familiar terá uma nova apresentação na 12ª edição da Expo Tapejara 2024. A novidade foi adiantada pela coordenadora do espaço, Virgínia Crestani Viero Grandi, que também chefia o Escritório da Emater de Tapejara. Ela conta que é um sonho para o setor organizar algo muito semelhante ao pavilhão da Expo Direto. “É a concretização de um sonho que surgiu há tempo. Tínhamos um espaço pequeno, a gente dividia com outras estruturas da feira, com outros expositores e esse ano então vem a novidade: vamos ter um espaço estruturado somente para a agricultura familiar”, revela. O pavilhão contará com 40 espaços. Destes, seis são agroindústrias locais e outras 30 são de agricultores familiares, produtores de flores e sementes e artesãos rurais de diversos lugares do Estado. “Nós temos o pessoal da região do litoral, de Rio Grande, região central, do norte do Rio Grande do Sul. Participem, se mobilizem e prestigiem esse espaço que está sendo muito bem planejado”, considera. De acordo com a assistente administrativa do Escritório da Emater em Tapejara, Sandra Dal Bosco, a comissão está amplamente envolvida nesse processo de construção desse espaço. “Nós teremos todas as nossas agroindústrias aqui no município que estão legalizadas e que tem selo Sabor Gaúcho. O nosso pavilhão vai ser um atrativo dentro da Expo Tapejara. Os produtos que vão estar disponíveis são de excelente qualidade, direto do produtor e das agroindústrias familiares”, comenta. Diversidade Haverá uma diversidade de produtos das agroindústrias, do artesanato rural, flores, sementes e mudas. E é claro, na área gastronômica o tradicional salame, queijo, pão, cuca, panificadora em geral, chips de banana, de batata doce. Vai ter vinho e derivados de cana de açúcar. Erva mate, sucos, mel, nozes processadas, geleias, doces, doces cristalizados, conservas.  “Queremos com isso divulgar e valorizar esse pessoal que se mantém no campo e que é a nossa proposta dentro da Emater, que eles tenham uma atividade no meio rural que possa mantê-los dando uma diversidade dentro das atividades e dando uma outra fonte de renda também”, argumenta Sandra. O espaço conta com apoio na organização da Emater, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Prefeitura de Tapejara e o aporte com recursos da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado que está repassando um volume de recursos representativo para a construção desta estrutura.   Fonte Agência de Jornalismo | Assessoria de imprensa da Expo Tapejara 2024

  • 48º Dia Estadual do Porco será em Charrua no dia 26 de julho

    O 48º Dia Estadual do Porco será sediado em Charrua, região do Alto Uruguai, em 26 de julho, no Ginásio Poliesportivo. A comissão organizadora está alinhando os últimos detalhes para o evento, que deve reunir cerca de mil pessoas e promete trazer inovações para o segmento durante a programação. O evento é uma realização da Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul (Acsurs) e Prefeitura de Charrua, com patrocínio e apoio de diversas entidades, dentre elas a Emater/RS-Ascar. A programação inicia às 7h30, com café da manhã e confraternização entre os profissionais da suinocultura. Na sequência, às 9h, acontece a solenidade de abertura. Logo após inicia a programação com palestras técnicas. As primeiras provocam reflexões sobre o papel do suinocultor no aumento do consumo de carne suína, com o médico veterinário Iuri Pinheiro Machado, e a importância da mulher no agronegócio, que será abordado por Teodora Berta Souilljee Lütkemeyer, coordenadora da Comissão das Mulheres do Agro da Farsul. “Nesta edição, optamos por diversificar os temas debatidos e trazer conteúdos focados mais na reflexão. Para isso, teremos o apoio do Iuri Pinheiro Machado e da Teodora Berta Souilljee Lütkemeyer, que desenvolvem trabalhos espetaculares em prol do setor e têm muito conteúdo a compartilhar”, pondera Valdecir Luis Folador, presidente da Acsurs. Recebendo o evento pela primeira vez, o município anfitrião também tem se dedicado para tornar a 48ª edição especial e marcada na história do setor. “Queremos proporcionar uma experiência única aos profissionais do setor suinícola, afinal, o evento é feito e pensado para cada um deles. Dessa forma, nos dedicamos e pensamos em cada detalhe, para que todos levem daqui lembranças boas”, ressalta o vice-presidente da Acsurs e da Associação de Produtores de Suínos de Charrua (Aprosul), Jean Fontana. Ao meio dia todos participam de um almoço, com pratos preparados à base de carne suína. Durante o almoço, que será servido no Salão Paroquial, o público poderá acompanhar uma apresentação de voz e violão com Doug Wils. O evento encerra com show com Grupo Manotaço. O Dia Estadual do Porco, que ocorre de forma itinerante, é uma promoção da Acsurs, em parceria com a administração do município sede do evento. Esta é a primeira vez que o município de Charrua sedia o evento. Mais informações sobre o evento podem ser obtidas através dos contatos (54) 9 9661-2571 ou (51) 3712-1014. A atividade de suinocultura integra um conjunto de ações de Extensão Rural e Social executadas pela Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR).   Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar - Regional de Erechim, com apoio da Assessoria de imprensa Acsurs Jornalista Terezinha Mariza Vilk

bottom of page