top of page

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ponte que liga Campinas do Sul a Ronda Alta é tema de reunião na Casa Civil

Obra esperada há meio século irá unir duas regiões e beneficiar cerca de 80 cidades do norte do Estado

 

Na terça-feira, 30 de novembro, representantes da Associação dos Municípios do Alto Uruguai (AMAU) e da Associação dos Municípios da Zona da Produção (AMZOP) se reuniram na Casa Civil em Porto Alegre para buscar os recursos necessários para a conclusão da ponte sobre a barragem do rio Passo Fundo, que fará a ligação entre Campinas do Sul e Ronda Alta. A obra é aguardada há mais de 50 anos pela população local.

Participantes

Estiveram presentes na reunião o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos; o presidente da AMAU e prefeito de Barra do Rio Azul, Marcelo Arruda; o prefeito de Campinas do Sul, Paulo Battisti; o vice-prefeito de Ronda Alta, Jackson Bertocchi; o prefeito de Jacutinga, Beto Bordin; o vice-prefeito de Jacutinga, Ricardo Menegaz; o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Ronda Alta, Eliomar José Rigo; e o secretário de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Profissional, Gilmar Sossella. A reunião foi articulada pelo deputado estadual Dirceu Franciscon.

Convênio

O objetivo da reunião foi acompanhar os procedimentos para a formalização do convênio com o Estado, no valor de R$ 8 milhões, para a finalização da ponte.

Importância

O presidente da AMAU, Marcelo Arruda, destacou novamente a importância e a relevância da obra, que irá beneficiar mais de 80 municípios das regiões do Alto Uruguai e da Zona da Produção: “obras de infraestrutura como essa encurtarão distâncias, garantirão desenvolvimento econômico para os municípios, deixando as regiões cada vez mais fortes”, afirmou.

O prefeito de Campinas do Sul, Paulo Battisti, ressaltou que o encontro com as lideranças políticas das duas regiões serviu para demonstrar efetivamente o que representa essa obra, e buscar agilidade para a liberação dos recursos que faltam para a sua conclusão: “solicitamos um cronograma por parte do Estado, de quanto irá investir na obra, como será a forma de aplicação. Até agora estamos trabalhando com recursos federais, e o governador tem um compromisso conosco, pois a ERS 211 e a ponte são estaduais. Esse nosso movimento é para mantermos a vigilância para garantir os recursos”, enfatizou.

O vice-prefeito de Ronda Alta, Jackson Bertocchi salientou que “foi pedido uma atenção especial do governo do Estado, já que os recursos até agora foram federais. Sabemos das dificuldades do caixa no momento, mas essa é uma das principais obras em andamento no RS, que irá trazer grande desenvolvimento para as duas regiões”.

Andamento

No mesmo horário da reunião em Porto Alegre, o prefeito de Ronda Alta, Marcos Miguel Beux estava em Brasília no Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), para acelerar a vinda de técnicos do governo federal para vistoria as obras da ponte, para pagamento da empresa que executa a obra: “o bom é que estamos 60 dias adiantados na construção”, finaliza o prefeito de Campinas do Sul, Paulo Battisti.

Próximos passos

Ficou definido na reunião que os municípios de Campinas do Sul e Ronda Alta devem manter o Estado informado quando esgotarem os recursos federais, para dar continuidade à solicitação.


Comments


VEJA TAMBÉM

bottom of page