ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1/1

Ataque a creche em Saudades: Após audiência, Justiça defere pedido de insanidade mental de réu


No fim da audiência em que foi ouvido o homem de 18 anos acusado de matar cinco pessoas em uma creche em Saudades, no Oeste catarinense, a Justiça aceitou o pedido feito pela defesa dele, que alegou insanidade mental do réu. Ele será transferido para um hospital psiquiátrico em Florianópolis, onde passará por avaliação.


A segunda audiência do processo começou às 13h30 desta terça-feira (24) e terminou por volta das 18h30. Ela ocorreu em Pinhalzinho, cidade vizinha a Saudades, onde corre o processo.


O crime ocorreu em 4 de maio deste ano. Três bebês e duas funcionárias da creche foram assassinados (veja mais abaixo). Uma quarta criança ficou ferida, mas sobreviveu.


O réu responde por cinco homicídios qualificados e 14 tentativas de homicídio, contra outros funcionários e crianças que estavam na creche quando ele invadiu a unidade.


Pedido de insanidade


O pedido da defesa do réu foi feito com base em laudo atestando esquizofrenia. O acusado será transferido para o Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico.


Os peritos tem 45 dias para entregar um relatório sobre o réu. Durante esse período, o processo fica suspenso.


Audiência desta terça


O homem de 18 anos chegou por volta das 13h ao fórum. Minutos antes, as ruas de acesso ao local foram bloqueadas para reforçar a segurança das pessoas que participaram da audiência. Ele foi escoltado e levado até uma cela - separado das testemunhas.


A decisão pelo depoimento presencial foi tomada na semana passada, pelo juiz do processo. Até então, o acusado seria ouvido por videoconferência, do presídio de Chapecó, também Oeste do estado, - onde está preso preventivamente.


Além do réu, nove testemunhas prestaram depoimento, todas de acusação. Cinco foram dispensadas.


A primeira parte da audiência de instrução - que é o momento em que o juiz ouve vítimas, testemunhas e o acusado para produzir as provas orais do processo - aconteceu em 5 de agosto. Seis vítimas e sete testemunhas de acusação prestaram depoimento nesse dia.


No próximo domingo (29), uma celebração será realizada em Saudades. Na ocasião, cinco cartas, enviadas do Vaticano em nome do Papa Francisco, serão entregues às famílias das vítimas.


Quem são as vítimas?

  • Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos, era professora e dava aulas na unidade havia cerca de 10 anos

  • Mirla Renner, de 20 anos, era agente educacional na escola

  • Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses

  • Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses

  • Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses.

Fonte: G1

VEJA TAMBÉM