ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1/1

Vice-presidente do Grêmio não descarta saída de Renato após queda na Libertadores


Cláudio Oderich, vice-presidente do Grêmio, não descartou a saída de Renato Gaúcho depois da eliminação na fase preliminar da Copa Libertadores. Na quarta (14), depois da derrota por 2 a 1 para o Independiente Del Valle-EQU, dentro da Arena do Grêmio, o dirigente disse, em entrevista à Rádio Bandeirantes de Porto Alegre, que o clube vai avaliar o futuro do técnico.


A diretoria do Grêmio, no entanto, não se manifestou oficialmente. Tanto o departamento de futebol quanto a presidência devem falar ao longo da quinta-feira (15).


Grêmio não teve sorte. Mas também não teve bola para jogar a Libertadores


"Não estou dizendo que pode ou não ser descartado. A gente tem que entender que assim como os ciclos de jogadores tem início, meio e fim, também os treinadores, em alguns momentos, não conseguem mais tirar muita coisa das equipes. Vamos bem avaliar esta situação", disse Oderich.


O dirigente faz parte do Conselho de Administração, órgão formado por seis vices e mais Romildo Bolzan Jr., presidente do Grêmio. O grupo ainda não tem reunião oficialmente marcada para tratar da situação de Renato, mas a eliminação renova críticas ao treinador.


"É o nosso maior ídolo, temos uma estátua para o Renato na Arena. De forma merecida, como atleta e treinador. Resgatou grandes títulos depois de 15 anos. A gente sabe que tudo tem início, meio e fim e com certeza o Grêmio fará o que for melhor para o momento. Entendemos a torcida, o torcedor, o sócio. Todos estão tristes pela desclassificação do Grêmio, a classificação à segunda divisão da Libertadores. Vamos saber bem avaliar tudo, o momento do clube, e em cima disso tomar decisões", declarou Oderich.


O Grêmio foi eliminado da Libertadores na fase preliminar pela primeira vez. O time gaúcho perdeu por 2 a 1 as duas partidas. Em ambas, Renato Portaluppi foi desfalque. O treinador testou positivo para covid-19 antes da viagem para a partida de ida e cumpre isolamento. Ainda assim, manteve contato com a comissão técnica e participou da preparação para os duelos.


Renato não esteve à beira do gramado na eliminação do Grêmio pois ainda se recupera da Covid-19. Quem comandou a equipe foi o auxiliar Alexandre Mendes.


Contratado em setembro de 2016, Renato está há mais de quatro anos e meio no cargo. Ele ainda é o técnico da elite do futebol brasileiro por mais tempo no comando de uma equipe.


Em sua terceira passagem, Renato se tornou o técnico com mais jogos na história do Grêmio e ganhou uma estátua na Arena. Além de conquistar os títulos da Copa do Brasil (2016), da Libertadores (2017), da Recopa Sul-Americana (2018), de três estaduais (2018, 2019 e 2020) e uma Recopa Gaúcha (2019).


Fonte: UOL e ge

VEJA TAMBÉM