top of page

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Modelo estadual de escolas cívico-militares é mantido no Rio Grande do Sul, afirma governador

Em anúncio pelo Twitter, governador confirma permanência de 18 instituições de ensino no programa estadual de escolas cívico-militares. Outras 25 escolas, que aderiram ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), do governo federal, encerrarão gradualmente a iniciativa.


Manutenção do modelo estadual de escolas cívico-militares


Durante sua visita aos Estados Unidos, o governador Eduardo Leite utilizou sua conta pessoal no Twitter para confirmar que o governo do Rio Grande do Sul manterá o programa estadual de escolas cívico-militares em 18 instituições de ensino. Essa informação foi inicialmente divulgada pela assessoria da Secretaria Estadual da Educação (Seduc) à Rádio Guaíba na noite de quinta-feira.


Encerramento gradual do modelo federal


Das 43 escolas cívico-militares presentes no estado, 25 escolas aderiram ao Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), promovido pelo governo federal. Essas escolas seguirão um processo gradual de encerramento da iniciativa, conforme determinado por um ofício do Ministério da Educação (MEC) enviado durante a semana.


Diferenças entre os modelos estadual e federal


Além da origem do financiamento, o modelo estadual difere do modelo federal na escolha dos monitores para as escolas cívico-militares. Enquanto o programa federal utiliza reservistas das Forças Armadas, o governo estadual contrata policiais militares nas mesmas condições. O governo defende que as 18 escolas cívico-militares estaduais receberam avaliações positivas por parte da comunidade escolar em relação ao seu funcionamento.


Programa de escolas cívico-militares


Criado em 2019, o programa de escolas cívico-militares possibilitou que escolas públicas regulares aderissem a um modelo compartilhado, envolvendo educadores civis e militares. Os professores civis, que são concursados pela rede estadual, continuam sendo responsáveis pela parte pedagógica, enquanto a gestão administrativa e disciplinar dos alunos fica a cargo dos militares.


Comments


VEJA TAMBÉM

bottom of page