ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ministério da Saúde pode divulgar plano nacional de vacinação contra o coronavírus nesta semana

Segundo a pasta, há previsão de encontro do grupo de trabalho para a coordenação de esforços da União na aquisição e na distribuição de vacinas contra a Covid-19

Nesta semana, há expectativa de que o Ministério da Saúde divulgue o plano nacional de vacinação contra o novo coronavírus. Na última semana, o governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias (PT), afirmou que ó anúncio será feito nesta segunda-feira (30). O Ministério da Saúde, no entanto, negou a divulgação.


Segundo a pasta, há previsão de encontro do grupo de trabalho para a coordenação de esforços da União na aquisição e na distribuição de vacinas contra a Covid-19.


O encontro deve ocorrer nesta terça-feira (1º/11). De acordo com o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), a apresentação deve contar com, “basicamente, a responsabilidade de municípios, estados e, também, da parte da União”.


“Vamos ter a definição também sobre regras para armazenagem e o apoio para garantir”, concluiu. Dias foi escolhido pelo Fórum dos Governadores como o porta-voz do grupo na articulação pelo imunizante. Em 19 de novembro, a pasta apresentou os dez eixos prioritários que vão guiar a campanha.


O objetivo do plano, segundo a pasta, é imunizar, tão logo uma vacina segura seja disponibilizada, os grupos com maior risco de desenvolver complicações e óbitos pela doença e as populações mais expostas ao vírus.


Distribuição da vacina


Na última sexta-feira (27), secretários do Ministério da Saúde afirmaram que a vacina contra a Covid-19 não deve ser distribuída para toda a população brasileira em 2021.


“Nós definimos objetivos [com grupos prioritários] para a vacinação, porque não temos uma vacina para vacinar toda a população brasileira. Além disso, os estudos não preveem estar trabalhando com todas as faixas etárias inicialmente, então não teríamos mesmo como vacinar toda a população brasileira”, disse coordenadora do Programa Nacional de Imunizações da pasta, Francieli Fontana.


O secretário-executivo do ministério, Elcio Franco, destacou que a população estará segura, mesmo com grupos não vacinados. “O fato de determinados grupos da população não serem imunizados não significa que não estão seguros, porque outros grupos que convivem com aqueles estão imunizados e dessa forma não vão ter a possibilidade de se contaminar com a doença. É por esse motivo que não vacinamos toda a população, por exemplo, contra a Influenza”, explicou.


Ele afirmou que, mesmo do ponto de vista internacional, não há expectativas de se ter vacina para todos, citando que a Covax Facility, consórcio internacional para produção de imunizantes contra a Covid-19, tem como objetivo “um aceso a 2 bilhões de doses para vacinar todo o mundo”.


Fonte: O Sul

VEJA TAMBÉM

1212.png
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone Spotify

Radio Sideral Ltda. © Copyright 2020. Desenvolvido por Produuza Web