top of page

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Inter quebra recorde com maior número de estrangeiros em campo

O Internacional, sob o comando do técnico argentino Eduardo Coudet, entrou em campo na última rodada do Brasileirão com sete jogadores estrangeiros no time titular, além de outros dois jogadores com cidadania brasileira, mas nascidos fora do país. Essa escalação estabeleceu um recorde na Série A do campeonato.

Recorde na Série A

O Internacional entrou em campo contra o Bragantino com uma formação composta por Sergio Rochet (Uruguai), Bustos (Argentina), Nico Hernández (Colômbia), Gabriel Mercado (Argentina), Carlos De Pena (Uruguai), Charles Aránguiz (Chile) e Enner Valencia (Equador) como titulares. Apenas Renê e Alan Patrick nasceram no Brasil, enquanto Johnny e Wanderson, mesmo não sendo brasileiros de nascimento, possuem cidadania brasileira.

Legião estrangeira no Inter

Com o retorno de Coudet e sua comissão técnica, o Internacional aumentou sua presença de estrangeiros. Além dos jogadores, também chegaram ao clube os argentinos Lucho González (auxiliar), Octavio Manera (preparador físico), Guido Cretari (auxiliar da preparação física) e Carlos Fernández (analista de desempenho).

Histórico de estrangeiros no Inter

O Internacional tem uma tradição de contar com jogadores estrangeiros em seu elenco. Nomes como Figueroa, D'Alessandro, Guiñazu e Benítez são ídolos do clube. Além disso, jogadores como Rentería, Fabián Vargas, Gato Fernández e Pato Abbondanzieri também deixaram sua marca na história do clube.

Próximo jogo e possíveis mudanças

Para a próxima partida contra o Cuiabá, é provável que pelo menos um dos jogadores estrangeiros fique no banco de reservas. Vitão retorna de suspensão, o que pode indicar a saída de Nico do time titular. Além disso, Mauricio, que se recuperou de uma lesão muscular, pode ganhar uma vaga no meio-campo, o que pode afetar a presença de De Pena. Enner Valencia também pode ser poupado devido ao desgaste físico.



留言


VEJA TAMBÉM

bottom of page