top of page

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Grêmio vai à Fifa e cobra Porto pelo atraso em pagamento por Pepê


O Grêmio acionou na Fifa (Federação Internacional de Futebol) o Porto, de Portugal, por atraso no pagamento de uma parcela de quitação da transferência de Pepê, negociado em fevereiro. Segundo apurou o UOL Esporte, o clube gaúcho entrou com ação na para cobrar o atrasado, no início do mês, cerca de 2,5 milhões de euros (R$ 15,9 milhões na cotação atual).


Pepê foi negociado em fevereiro de 2021, por 15 milhões de euros (R$ 98 milhões na cotação da época). O Grêmio ficou com 70% do valor do negócio (cerca de R$ 68 milhões).


O Porto assumiu o pagamento em cinco parcelas. A cota atrasada é a terceira prevista em contrato. O Grêmio comunicou os dirigentes portugueses do atraso e ouviu que o atraso é consequência da janela de transferências sem grandes receitas aos cofres.


Depois de comunicar o Porto dos valores em aberto, ouvir a justificativa e aguardar mais algumas semanas para o pagamento da parcela, o Grêmio decidiu entrar com ação na Fifa para cobrar o atrasado. A documentação foi encaminhada no início de dezembro.


O caso ainda não foi apreciado pela entidade e nem corte equivalente.


O Grêmio aprovou, na semana passada, orçamento para 2022 com previsão de R$ 200 milhões a menos de receita, na comparação com a temporada de 2021. A queda tem ligação direta com cotas de TV e negociação de jogadores.


A transferência de Pepê tem conexão com o novo orçamento. Em 2021, o Grêmio abriu a temporada projetando somente R$ 28 milhões com transferências, em reflexo da saída de Everton Cebolinha ao Benfica, em agosto de 2020.


O fôlego para segurar jovens, no entanto, não impediu o clube de arrecadar muito mais ao longo da atual temporada. Foram R$ 154,7 milhões com negociações (além do meia-atacante foram negociados Ruan, Matheus Henrique, Léo Chu e Cesar Pinares). Com isto, mesmo a projeção inicial de 2022 (R$ 95 milhões) sendo maior que à anterior (R$ 28 milhões), fica abaixo do realizado ao longo dos últimos meses.


Fonte: UOL Esporte

Comments


VEJA TAMBÉM

bottom of page