ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1/1

Grêmio se acerta com Felipão e prepara anúncio do treinador


Luiz Felipe Scolari será o novo técnico do Grêmio. As últimas arestas foram aparadas e a contratação foi encaminhada nesta quarta-feira. O treinador volta ao clube após seis anos.


Felipão deve estrear no Gre-Nal de sábado e o anúncio pode ocorrer após o jogo contra o Palmeiras na noite desta quarta-feira. O primeiro treino será na sexta, no CT Luiz Carvalho.


A volta de Felipão enfrentava alguma resistência no vestiário e de alguns membros do Conselho de Administração, que preferiam o retorno de Renato três meses após a saída do treinador.


Mas a direção decidiu bancar o treinador, que tem identificação com o Grêmio e reconhecida capacidade de liderança para comandar o clube em um momento de turbulência, na lanterna do Brasileirão.


Felipão tinha viagem marcada para Portugal nos próximos dias. Mas o treinador já cancelou a viagem e está retornando de São Paulo para Porto Alegre para assinar contrato.


O interino Thiago Gomes comandará o Grêmio contra o Palmeiras nesta quarta-feira, às 19h, no Allianz, pelo Brasileirão. Inicialmente, ele seguiria pelo menos até o Gre-Nal de sábado, mas a direção optou pela troca de comando antes do clássico.


Em contato com a reportagem do ge, a direção do Grêmio não se manifestou sobre o assunto e apenas afirmou que Thiago Gomes é o técnico interino e o foco está no jogo contra o Palmeiras.


Quarta passagem de Felipão


Luiz Felipe Scolari, de 72 anos, substitui Tiago Nunes e irá para sua quarta passagem como treinador do Tricolor. A última ocorreu entre 2014 a 2015.


A primeira passagem de Felipão pelo clube foi em 1987, quando foi campeão gaúcho. Retornou ao Tricolor em 1993, depois de ter conquistado a Copa do Brasil com o Criciúma em cima do próprio Grêmio.


O técnico teve um início complicado na segunda vez no time gremista, mas sua permanência foi bancada pelo presidente na época, Fábio Koff. O resultado da insistência deu certo: Felipão venceu a Copa do Brasil de 1994, a Libertadores de 1995 e o Brasileirão de 1996.


A última vez no comando do Tricolor foi em 2014, até maio de 2015. Nessa última passagem, foram 51 jogos, com 26 vitórias, 12 empates e 13 derrotas (aproveitamento de 58,8%).


O último trabalho do treinador foi no Cruzeiro. Anunciado em outubro de 2020, com contrato até 2022, Scolari deixou o clube em janeiro deste ano. O treinador salvou a Raposa de um rebaixamento à Série C, mas não conseguiu o acesso.


Fonte: ge

VEJA TAMBÉM