ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1/1

Covid-19: R-16 continua em 'Alerta'


O Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da Associação de Municípios do Alto Uruguai (AMAU), vem observando com critério a evolução dos indicadores da Covid-19, no âmbito da Região R16, que além dos municípios da AMAU, engloba também Nonoai e Rio dos Índios.


O Sistema 3As, do Governo do Estado, sinaliza pela sexta vez consecutiva “Alerta”, para a região, devido aos indicadores que continuam preocupantes.


Segundo os dados da Plataforma Regional de Monitoramento (PRM), os números de casos ativos vêm decaindo de forma gradativa. No dia 11/06 o sistema contabilizou 1.076 casos ativos e, o último boletim regional, de 30/06, contabilizou 694 casos ativos – uma redução de 382 casos em 19 dias.


Além disso, é possível verificar uma redução expressiva nas taxas de ocupação das estruturas hospitalares, em especial dos leitos clínicos. No início do mês, foram registrados taxas superiores a 100% e, segundo o último levantamento, o patamar é de 30%.


Com relação aos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), as taxas de ocupação continuam superiores a 90%, o que preocupada a sobrecarga do sistema de saúde, considerando que a média da macrorregião (Passo Fundo, Palmeira das Missões e Erechim) está em 97,4%.


Nesta quarta-feira (31), o Sistema 3As retirou o alerta de duas regiões (Santa Cruz e Santo Ângelo) e, atualmente, 12 regiões das 21 estão na segunda classificação, que disciplina aviso, alerta e ação.


Conforme o Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus, é possível verificar que as medidas implementadas com relação a adoção de protocolos variáveis mais restritivos produziram efeitos. “Contudo precisamos manter o alerta máximo, pois estamos diante do novo coronavírus e a situação, a qualquer descuido ou negligência, poderá se alterar em rápida velocidade”, pontua o integrante do comitê, Jackson Arpini.


Apesar desses dados, o surgimento de óbitos é considerado um indicador tardio. No início do mês foram contabilizamos 380 óbitos, e decorridos trinta dias, o número chega a 432, um incremento de 52 óbitos no mês de junho.


Já a imunização na região continua avançando e está bem classificada no mapa estadual. “Somos a primeira região das 21 regiões do estado com relação a aplicação da primeira e segunda dose”, explica Arpini. Segundo a PRM a região já imunizou, com a primeira dose 115.245 habitantes (48,31%) e com a segunda dose 50.399 (21,13%).


A faixa etária que mais vem se contaminado pelo contato com o coronavírus é a de 30 a 39 anos, seguida pela faixa de 40 a 49 anos, por isso o Comitê Regional reforça que essa população tem que redobrar os cuidados e observar com o máximo de rigor as medidas de prevenção e os protocolos sanitários.


Fonte: Imprensa AMAU

VEJA TAMBÉM