ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1/1

Comitê Regional elabora plano regional de imunização contra a covid-19

O Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da Associação dos Municípios do Alto Uruguai (AMAU), no sentido de manter as ações regionais, articuladas e integradas e considerando que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) liberou, para uso emergencial, dois imunizantes para serem aplicados na população brasileira, elaborou um Plano Regional de Imunização contra a COVID 19, no âmbito da Região 16.


O plano regional contempla uma série de indicadores regionais, que serão relevantes para o processo de imunização, partindo da premissa que a coordenação do processo ficou sob responsabilidade do Ministério da Saúde.


A campanha nacional de imunização se dará de forma tripartite, com a participação dos entes da federação: união, estados e municípios, numa logística coordenada pelo órgão ministerial, que realizou a aquisição dos imunizantes e a distribuição aos estados da federação.


O plano regional contempla uma gama de informações como: apresentação, etapas da vacinação, competências, alinhamento entre os entes, quantitativo inicial de doses, parcerias, insumos, logística, população, reservas indígenas, população acima de 60 anos, hospitais regionais e considerações.


O objetivo do plano regional é disciplinar o processo na região, tendo em vista que a imunização será realizada em etapas, haja visto o pequeno número de doses disponibilizadas para início do processo de vacinação dos grupos prioritários.


“Estamos atuando desde o início do processo pandêmico de forma articulada, integrada e regionalizada e não seria nesse momento, relevante e importante no enfrentamento da epidemia regional, que a ação não siga essa metodologia de trabalho, ou seja, o caráter e abrangência regional”, pontua Arpini, membro do comitê regional.


Na manhã da última terça-feira (19) o Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da AMAU debateu o assunto e aprovou o documento, que será repassado para todos os municípios que estão sendo monitorados de forma permanente.


Temos peculiaridades e particularidades que devem ser observadas na nossa região. Vários municípios possuem no seu território reservas indígenas, que estão elencadas no grupo prioritário número um e que requerem, pela normativa do Ministério da Saúde, uma atenção especial no processo de imunização. Pelos dados preliminares levantados a região possui uma população indígena de aproximadamente 4.700 pessoas, que residem em reservas indígenas localizadas nos nossos municípios.


O plano também por objetivo nortear as ações a nível regional, no sentido que o processo de vacinação ocorra da melhor forma possível, e considerando que as etapas serão ascendentes e devem ser realizadas durante todo o ano de 2021.


Fonte: Imprensa AMAU

VEJA TAMBÉM