ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1/1

Campanha nacional de vacinação contra gripe começará no dia 4 de abril


A campanha nacional de vacinação contra a gripe começa no dia 4 de abril e vai até 3 de junho. A informação foi divulgada nesta terça-feira (15) pelo Ministério da Saúde. O governo federal comprou 80 milhões de doses, que serão distribuídas para os Estados e o Distrito Federal nos próximos dias.


Neste ano, a vacina produzida pelo Instituto Butantan veio com uma versão "atualizada", contendo proteção contra a nova cepa da H3N2, batizada de Darwin, que causou uma explosão de casos de gripe em várias localidades do país, em especial no Rio de Janeiro e em São Paulo, em dezembro de 2021.

"Como a doença é sazonal, o imunizante é modificado a cada ano, baseado nos três subtipos do vírus influenza que mais circularam no último ano no hemisfério Sul monitorados e indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS)", afirma o instituto.

O imunizante usado no Sistema Único de Saúde (SUS) é chamado de trivalente, ou seja, eficaz contra três tipos de cepas do vírus da influenza em combinação: H1N1, H3N2 e a linhagem B.


O Butantan já entregou ao Ministério da Saúde 2 milhões de doses em fevereiro. Mais 38 milhões de vacinas serão enviadas ainda este mês e o restante (40 milhões), em abril.


Como vai funcionar a campanha


De acordo com o Ministério da Saúde, a campanha de vacinação contra a gripe será dividida em duas etapas. De 4 de abril a 2 de maio, serão imunizadas as pessoas com mais de 60 anos e os trabalhadores da saúde.


Do dia 3 de maio até 3 de junho, serão priorizados outros públicos considerados prioritários, por apresentarem mais risco ou serem mais expostos à doença:

  • Crianças de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias)

  • Gestantes e puérperas

  • Povos indígenas

  • Professores

  • Comorbidades

  • Pessoas com deficiência permanente

  • Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas

  • Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso

  • Trabalhadores portuários

  • Funcionários do sistema prisional

  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas

  • População privada de liberdade

O Dia D de vacinação contra a gripe, quando todos os postos de saúde do Brasil abrem para intensificar a campanha, foi marcado para o dia 30 de abril.


Após o término dos grupos prioritários, o Ministério da Saúde faz uma avaliação dos estoques e decide sobre a liberação da aplicação das doses contra a gripe para o restante da população.


Gripe e covid


Pelo segundo ano seguido, a vacinação contra a gripe vai coincidir com a imunização contra a covid-19. O Ministério da Saúde pede que seja priorizada a vacina contra o coronavírus para as crianças de cinco a 11 anos contempladas nos grupos prioritários para a influenza e que ainda não receberam doses contra a covid.


O intervalo mínimo de aplicação entre uma vacina e outra nas crianças é de 15 dias. Para maiores de 12 anos, não há restrição.


Uma ou duas doses em crianças?


De acordo com as orientações do Ministério da Saúde, crianças de seis meses a menores de cinco anos que já receberam ao menos uma dose da vacina influenza em anos anteriores devem receber apenas uma dose contra a gripe em 2022.


Já para as crianças que serão vacinadas pela primeira vez, a orientação é aplicação de uma segunda dose 30 dias após a primeira aplicação.


Fonte: GZH

VEJA TAMBÉM