top of page

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Aumento alarmante: 7º Batalhão de Bombeiro Militar registra 31 mortes por afogamento no norte gaúcho em 2023

Até 26 de dezembro, índice é 4,43 vezes maior que o ano anterior; chuvas intensas e consumo de álcool são apontados como principais causas

 

O 7º Batalhão de Bombeiro Militar (BBM), responsável por atender 134 municípios no norte gaúcho, enfrenta um aumento alarmante nos casos de afogamento. Até 26 de dezembro de 2023, foram registradas 31 mortes, um índice 4,43 vezes superior ao ano de 2022, que somou sete casos na região.

O sargento Éderson de Bairros, coordenador da equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros, relaciona esse aumento significativo ao excesso de chuvas a partir do segundo semestre de 2023. Esse volume de água resultou em incidentes notáveis, como carros sendo levados pela corrente em Mato Castelhano, em setembro, e o naufrágio de uma balsa em Marcelino Ramos, em novembro.

A cidade de Passo Fundo, por exemplo, acumulou 2.555,6 milímetros de chuva até 27 de dezembro, superando a média anual esperada de 1.930mm.

Dos 31 afogamentos registrados nos 134 municípios atendidos pelo 7º Batalhão em 2023, sete ocorreram de novembro em diante, mesmo excluindo os casos relacionados a enchentes. O major Alessandro Bauer, responsável pelo setor, destaca que o consumo de álcool é apontado como um dos principais fatores desses incidentes.

"O álcool aguça uma coragem adicional ao banhista. No entanto, nesse momento o corpo não está respondendo da mesma forma de quando a pessoa está sóbria. Assim, a bebida reduz os reflexos e o potencial de força", explica o sargento Éderson.

De acordo com levantamento de GZH, o Rio Grande do Sul registrou 16 mortes por afogamento desde 16 de dezembro, todas em ambientes de água doce, como rios, lagos, açudes, arroios ou cachoeiras. Os incidentes, comuns aos finais de semana, ocorrem em áreas de rio aberto com correnteza.

O comandante enfatiza que o Rio Uruguai é um ponto crítico na região, sendo um local de correnteza e nível alto, fatores desconhecidos ou ignorados pelos banhistas, resultando em acidentes, muitos fatais.

Orientações aos banhistas

Além disso, é essencial que os banhistas estejam cientes dos perigos em outros locais, como lagos e cachoeiras. A segurança é fundamental, e alguns cuidados básicos podem evitar riscos:

  • Verifique se o local é seguro para banho

  • Procure um local conhecido por você ou por outra pessoa

  • Utilize um colete de salva-vidas ou boia

  • Esteja sempre próximo de outras pessoas

  • Respeite as sinalizações

  • Opte por locais com guarda-vidas

  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas antes de entrar na água e durante o banho

  • Fique sempre ao alcance de alguém

  • Não ultrapasse o limite da água na altura da cintura, principalmente em locais de profundidade desconhecida

  • Evite saltos e brincadeiras de mau gosto

  • Mantenha o cuidado redobrado com crianças e idosos

  • Em caso de afogamento, ligue para a emergência pelo telefone 193

  • Em embarcações, use sempre coletes salva-vidas.


VEJA TAMBÉM

bottom of page