ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1/1

Aulas voltaram no dia 07 na rede municipal de ensino de Erebango


Em torno de 300 estudantes que fazem parte da rede municipal de ensino em Erebango, iniciaram as atividades na segunda-feira (7), nas duas escolas: 11 de Abril e Creche Vó Alma. Desde a recepção eles puderam perceber algumas melhorias realizadas nas instituições com o propósito essencial de melhorar ainda mais a qualidade do ensino, preparando crianças e adolescentes para o futuro.


Os profissionais, por sua vez, estão envolvidos e mobilizados no compromisso que vai além de ensinar, mas também oferecer segurança e tranquilidade a todos.


De acordo com a secretária de Educação, Cultura, Desporto e Turismo, Milena Hoppen Zanata, esse período é marcado por muita expectativa e otimismo quanto às mudanças promovidas e a interação dos educandos.


Na creche, onde estudam em torno de 120 alunos, essa primeira semana é chamada de período de adaptação, com turno reduzido aos pequenos. Na sequência será retomado o sistema integral que havia antes da pandemia.


A escola apresenta reformas na estrutura física, tais como a adaptação de uma nova sala para a Brinquedoteca – espaço que conta com livros e brinquedos – e a nova cobertura da entrada principal dos estudantes e familiares, a qual deverá auxiliar principalmente em dias de chuva. Também foram investidos em colchonetes e outros itens essenciais para favorecer a aprendizagem.


Ensino Fundamental


Com o mesmo foco, a Escola 11 de Abril apresenta novidades que podem agregar em mais indicadores positivos no que se refere às ações educativas. Um dos exemplos é a Sala de Informática, com 25 computadores à disposição de professores e alunos. “Além de oferecer mais oportunidade de acesso às tecnologias, promovemos o acréscimo de disciplinas como: Projeto de Vida (Reflexão sobre valores, 5 S’s, Gestão Financeira, Empreendedorismo, entre outros temas); Sustentabilidade; Jogos Matemáticos; Produção Textual; Música; Informática e Letramento Digital. Do mesmo modo, foi ampliada a carga horária de Inglês (a partir do 1º ao 9º ano), Artes (a partir do 3º ao 9º ano), Educação Física, que passou de dois para quatro períodos, além de mais dois períodos de Química e Física no 9º ano”, relata a secretária de Educação.


Milena pontua que foram adquiridos projetores para todas as salas de aula, com o intuito de oferecer mais uma ferramenta tecnológica para os professores. Na instituição, que conta com 180 estudantes, a estrutura física interna passou por reparos e manutenção. “Os professores contam, ainda, com armários e na Biblioteca foi criado o ‘Cantinho da Leitura’, para que os alunos possam aproveitar o tempo nos dias em que ficarem no horário do meio dia". Isso porque, a partir deste ano, inicia a modalidade do ensino integral, que irá contemplar obrigatoriamente, nesse primeiro momento, os alunos a partir do 3º ano.

“Para auxiliar, buscamos intercalar as disciplinas teóricas e práticas, com reforço às atividades lúdicas. Desse modo, o andamento das aulas pode ser ainda mais produtivo”, destaca a secretária.

Proteção


Vale reiterar a toda comunidade escolar, de que é preciso seguir todos os protocolos de prevenção à covid-19 e, ainda, reforça-se a importância da vacinação que está, nesse momento, na faixa etária dos cinco aos 11 anos de idade.

VEJA TAMBÉM