ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1/1

AMAU pede flexibilização do uso de máscaras em ambientes fechados


A Associação de Municípios do Alto Uruguai (AMAU) encaminhou ao Gabinete de Crise do Governo do Estado, solicitação de flexibilização do uso de máscaras em ambiente fechado, com ressalvas.


Conforme o documento, assinado pelo presidente da AMAU e prefeito de Getúlio Vargas Mauricio Soligo e pelo coordenador do Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus Jackson Arpini, as ações articuladas regionalmente, por meio do Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da AMAU e em sintonia com as diretrizes do Estado, resultaram em ações profícuas que minimizaram os indicadores negativos, o que coloca e classifica a região com uma das melhores Taxa de Letalidade Aparente (1.06%).


Ao se avaliar diariamente o cenário da epidemia regional, verificou-se que ao longo dos meses (2020, 2021 e 2022) a situação se apresentou e apresenta em episódios, menos e mais agravados, o que requer, muitas vezes, ações imediatas e amargas sob o olhar da sociedade, porém inevitáveis dado ao momento.


Cenário promissor


Conforme relata a missiva, se verifica, felizmente, um cenário promissor, com redução expressiva de casos ativos e, em consequência deste declínio, reflexos positivos nas internações e óbitos. Para ilustrar, em fevereiro de 2022 se atingiu o maior indicador de casos confirmados, desde março de 2020, com o registro de mais de 1.800 casos e, segundo o último boletim, este indicador está com 445 casos ativos.


Também verifica-se que o “Mapa Regional” sinaliza vários municípios sem nenhum caso ativo, fato que foi vivenciado em dezembro de 2021, quando se verificou o melhor cenário para a R16. “Estamos novamente caminhando para esse horizonte, a partir do momento em que já verificamos vários municípios sem nenhum caso ativo”, registra o documento.


Cobertura vacinal


Avaliando os indicadores regionais e estaduais e verificando a ampliação da cobertura vacinal para a população acima de 18 anos, atualmente no patamar de 92,1% (Sistema 3As), e mediante inúmeras análises regionais, paralelos e gráficos acreditamos que o momento permite algumas flexibilizações, como, por exemplo, retirar a obrigatoriedade do uso da máscara de proteção individual em ambientes fechados, com exceção dos serviços essenciais na área da saúde.


A proposição da AMAU está fundamentada em indicadores positivos e no atual cenário, que se apresenta promissor e caminhando para a normalidade. Não se pode retirar do contexto que se transpôs o período de férias (dezembro, janeiro e fevereiro); o feriado prolongado do carnaval, com mínima alteração no número de casos ativos e sem reflexos nas internações hospitalares e óbitos; e também o retorno das atividades escolares sem dissabores, o que permite avaliar que realmente, até prova em contrário, o cenário é positivo.


Indicadores positivos


O documento também destaca que sempre se adotaram ações em parceria e com a anuência dos órgãos superiores. Por esta razão, a AMAU apresentou estudo de viabilidade para apreciação do Gabinete de Crise/RS da proposição da retirada da obrigatoriedade do uso da máscara de proteção individual em ambientes fechados, com exceção dos espaços de saúde, como forma gradual de saída do processo pandêmico e para que possamos avaliar os reflexos da ação.


Ressalta, ainda, que a proposição segue para apreciação, no sentido que possamos adotar medidas assertivas e em sintonia com as determinações estaduais, e considerando que o tema foi amplamente discutido na última reunião do Comitê Regional realizada no dia 17 de março.

“Acreditamos que face aos indicadores podemos pensar, com serenidade, maturidade e avaliando prioritariamente indicadores locais, regionais e estaduais para dar um passo adiante - pensando na retomada à normalidade, com segurança sanitária”, encerra o documento.

VEJA TAMBÉM