ÚLTIMAS NOTÍCIAS

1/1

Aberta, oficialmente, a colheita da soja no RS


Governador em exercício, Ranolfo Vieira Júnior esteve em Tupanciretã nesta segunda-feira (7/3) para participar da 13ª Abertura Oficial da Colheita da Soja. A solenidade foi realizada na Granja Guajuvira da Cultivare Agronegócio, às margens da RSC-392, e marca a retomada do evento de forma presencial desde o início da pandemia.


Após um ano de safra recorde, com produção de 20,2 milhões de toneladas em área de 6,08 milhões de hectares, os produtores enfrentam as dificuldades e desafios da severa estiagem que atinge todo o Estado. O tradicional evento em Tupanciretã foi marcado pelo debate entre autoridades, entidades de classe do setor primário, empresas do ramo agrícola e produtores rurais, buscando formas de amenizar os efeitos da seca.


Em sua fala, Ranolfo relembrou o roteiro voltado ao agronegócio que fez desde sexta-feira (4/3), na colheita das olivas em Viamão, no encerramento da Festa da Uva, no sábado (5/3), em Caxias do Sul, e nesta segunda-feira (7) na abertura da Expodireto, em Não-Me-Toque, encerrando na abertura da colheita da soja, em Tupanciretã. O governador em exercício reforçou a importância e a força que o agro representa para o Rio Grande do Sul.

“O agronegócio é o diferencial do nosso Estado, mas eu não posso vir aqui e deixar de falar da severa estiagem que atinge nossos produtores. É importante que eu diga que a reservação da água é fundamental. Não é a primeira estiagem que enfrentamos, pois isso já acontece há muito tempo então, se nós temos que promover avanços são com medidas estruturantes, não adianta a próxima safra ser a melhor do mundo se esquecermos do problema, temos que ter medidas estruturantes. Nós temos o programa Avançar, com R$ 5,6 bilhões de investimentos no Rio Grande do Sul em todas as áreas e R$ 275,9 milhões só na agricultura. Desse valor, 73% com medidas de irrigação e são essas ações que vão nos dar mais tranquilidade para enfrentar cada safra”, afirmou Ranolfo.

A secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Silvana Covatti, também esteve na abertura da colheita e parabenizou os agricultores que enfrentam um difícil ano.

“Celebrar a abertura da colheita da soja, especialmente neste ano, é celebrar a perseverança dos agricultores gaúchos que diante das dificuldades não desistiram do seu trabalho”, disse.

Até o início de fevereiro, as previsões indicavam quebra de 50% na produção, já que se estima safra de 11 milhões de toneladas. Inicialmente, os produtores esperavam cerca de 21 milhões de toneladas.


Fonte: Ascom GVG

VEJA TAMBÉM