ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus traça novas ações coletivas de orientação

Na manhã desta terça-feira, 23, o Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus, reuniu-se para traçar novas ações coletivas de orientação, recomendação e prevenção, face à pandemia do COVID – 19.

BOLETIM INFORMATIVO 15 – 23/06/2020

Ações recomendadas:

1. Mantém a orientação para que a população adote com o máximo rigor as ações de prevenção como: higienização correta das mãos com água e sabão, utilização de álcool gel, não compartilhar talheres, copos e toalhas, ao tossir ou espirrar cobrir o nariz com lenço ou espirar no braço, evitar levar as mãos não higienizadas na boca, nariz e olhos, utilização de máscaras de proteção individual, entre outras, conforme orientações do Ministério da Saúde e das autoridades de saúde;

2. Informa que o Comitê realiza contato diário com os municípios da região (34 municípios) com o intuito de realizar um diagnóstico situacional, no intuito de viabilizar e subsidiar futuras ações de prevenção;

3. Manifesta a presente preocupação com a possibilidade de alteração da bandeira que atualmente está classificada com a cor LARANJA (Médio Risco), e que para manutenção dessa coloração é fundamental que toda a sociedade: gestores, profissionais de saúde e comunidade em geral adotem com o máximo rigor as medidas preconizadas de prevenção;

4. Salienta que caso haja alteração da cor da bandeira para VERMELHO haverá inúmeros reflexos, com o fechamento de alguns serviços (economia) e terá amplitude regional, envolvendo municípios que não tiveram casos positivos e municípios em que os pacientes positivados já venceram a quarentena, portanto estão sem nenhum caso ativo (toda a região será envolvida);

5. Informa que foi realizada uma reunião através de videoconferência com a Secretária Estadual de Saúde, Sra. Arita Bergmann, onde a Secretaria Estadual de Saúde explicou e tirou duvidas pertinentes a troca de bandeiras; qual metodologia é aplicada e como é realizado o estudo do Distanciamento Controlado, utilizado pelo Estado do Rio Grande do Sul / SES;

6. Informa que foram entregues a cada município da AMAU e 16 Região de Saúde, um termômetro infravermelho para enfrentamento ao COVID 19 como forma de corroborar com as ações enfrentamento. Os equipamentos foram adquiridos com os recursos do Fundo de Reservas de Enfrentamento ao Coronavírus (AMAU), mediante repasses do Poder Judiciário da região;

7. Chama atenção com preocupação que os insumos utilizados nos hospitais para realização do procedimento de entubação (UTI) estão em eminência de acabar, e as Casas de Saúde estão encontrando dificuldades para aquisição, o que pode gerar entraves com sua escassez;

8. Reforça a atenção para os cuidados necessários tendo em vista a chegada do inverno, com temperaturas mais baixas. Nesse período poderá deverá ocorrer uma procura maior pelos serviços de saúde (UBS), em virtude da Influenza e outros, e todas as unidades de saúde devem estar atentas as medidas preconizadas de prevenção;

9. Reitera a importância e relevância das ações de prevenção, tendo em vista que os indicadores apresentam uma linha ascendente para novos casos (evolução natural da epidemia);

10. Reitera que por decisão do Comitê / AMAU os levantamentos serão realizados em três momentos semanais: segunda, quarta e sexta-feira, para que possamos monitorar os indicadores com mais precisão, face a epidemia regional. Solicitamos aos secretários que enviem, por gentileza, os dados solicitados no tempo certo, para sistematização dos indicadores;

11. Nos municípios em que ainda persiste a aglomeração de pessoas orientamos para que as lideranças busquem coibir essa prática mediante o diálogo permanente e, se for o caso, através da parceria com os serviços de segurança;

12. Manifestam a preocupação dos secretários e serviços de saúde com relação a discrepância dos testes rápidos (resultados divergentes). Nesse sentido salientam que seja observado os critérios com relação ao teste preconizado e prazos, bem como se houver necessidade que a 11ª CRS realizem um treinamento específico sobre o tema em tela;

13. Mantém a orientação que a população confeccione a sua máscara de proteção (barreira física) para circular em ambientes públicos, de acordo com Nota Informativa nº 3/2020 – CGGAP/DESF/SAPS/MS, respeitando a forma de confecção, higienização, materiais recomendados e descarte, tendo em vista a obrigatoriedade do seu uso pelo Decreto Estadual;

14. Reitera a importância de evitar a aglomeração de pessoas, prevalecendo a medida preconizada do “Distanciamento Social” (1,5 a 2,0 metros entre as pessoas);

15. Reitera a posição da “Restrição Social”, para idosos e portadores de doenças pré estabelecidas, que se enquadram no grupo de risco e que segundo as estatísticas poderão ter um agravamento do quadro clínico;

16. Chama a atenção para que as lideranças da saúde e outros utilizem ao máximo os veículos de comunicação, para levar as informações pertinentes, bem como para realizar o chamamento da importância da adesão da sociedade na aplicação das medidas preconizadas de prevenção, para evitar a disseminação da Covid-19 e também para não haver troca da cor da bandeira;

17. Observa que nos últimos dias, em alguns municípios da região, os munícipes não estão mais respeitando o distanciamento social. Verifica, pelos relatos, que estão ocorrendo festividades e encontros, o que não é recomendado e vem na contramão das medidas preconizadas;

18. Destaca que estamos entrando em um período difícil quanto as doenças típicas de inverno e portanto mais possibilidades de internações, por essa razão não podemos relaxar nas ações de prevenção e na testagem dos casos suspeitos, para adoção das medidas recomendadas;

19. Permanece a orientação para que a população da região evite ao máximo o deslocamento para municípios vizinhos como Passo Fundo, Concórdia e Chapecó, considerando que estas cidades estão apresentando números elevados de COVID-19;

20. Chama atenção para que os municípios que possuem caravanas de munícipes que atuam em outras localidades aumentem a fiscalização, no sentido de determinar a adoção de todas as medidas de prevenção preconizadas, tendo em vista que muitos casos foram oriundos desse deslocamento (frigoríficos);

21. Reitera aos representantes dos municípios para que adotem as medidas pertinentes na “Notificação” dos casos, para o correto levantamento epidemiológico. Nos casos de dúvidas acionar a 11ª CRS, para as devidas orientações;

O Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus ressalta que muitas medidas se fazem necessárias no sentido de minimizar a contaminação e tem adotado as ações seguindo diretrizes técnicas do Ministério da Saúde.

O momento exige medidas enérgicas, em virtude dos acontecimentos vivenciados em outros países e nos grandes centros, que aos poucos vem se lastrando para outras localidades.

Precisamos, num esforço conjunto e com o aval da população, achatar a curva epidemiológica da contaminação, para que possamos ofertar uma assistência adequada à população




VEJA TAMBÉM

1212.png
  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone Spotify

Radio Sideral Ltda. © Copyright 2020. Desenvolvido por Produuza Web