NOTÍCIAS VOLTAR

Produtores se preparam para o plantio das lavouras de trigo

Informações da Emater sobre as culturas no Alto Uruguai

16/05/2018 11:35:00
  trigo; emater; alto uruguai; 2018;

Os produtores se preparam para o plantio das lavouras de trigo, safra 2018/2019.  O Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim estima que na região do Alto Uruguai a área cultivada com o cereal seja entre 29 mil hectares a 30 mil hectares. As lavouras de verão de milho e soja, safra 2017/2018, de acordo com informativo conjuntural da Emater/RS-Ascar estão colhidas na região.

 

Situação da Fruticultura

Morango:  A amplitude térmica fez algumas plantas velhas anteciparam a frutificação, como por exemplo, a Albion.  Valor de comercialização entre R$ 10,00 e R$ 20,00/kg. Novas estufas estão sendo construídas e em início de plantio de mudas.

Parreiras:  Produtores estão manejando a cobertura do inverno e realizando tratamentos pós-colheita.

Caqui: Término da colheita. Preços entre R$ 3,00 a R$ 4,00/kg.

Laranja: A cultura está em fase de desenvolvimento de frutos, com exceção das variedades precoces que estão em fase de maturação e colheita (navelina). As variedades Bahia e Rubi começam a entrar no mercado e estão sendo comercializadas a R$ 0,70 e R$ 0,80/kg. A Mosca das Frutas já começa a preocupar e requer monitoramento mais intenso nos pomares. De acordo com a Emater/RS-Ascar existem alguns focos de pinta preta. A expectativa é de aumento das áreas a serem cultivadas

Bergamota:  As variedades Cai, Ponkan e Clemenules já estão no mercado. Preço da caixa de 22 kg na faixa dos R$ 26,00 a R$ 30,00.

 

Situação das Criações

  • A queda nas temperaturas reduziu o trabalho das abelhas. Apicultores têm colhido, em média, 20 kg/colmeia. A colheita está em fase final. O preço do mel tem grande variação na região, de acordo com a produção de cada município. Na semana passada, foi comercializado entre R$ 8,00 e R$ 25,00 o quilo. O pólen, com embalagem de 130 gramas, está sendo comercializado a R$ 25,00; a própolis, com embalagem de 100 ml, R$ 15,00. Preço estável na semana.

 

Bovinocultura de corte: período de baixa oferta de forragem. Mercado da carne continua fraco. O preço do boi gordo está baixo. Os bovinocultores estão recebendo pelo boi gordo R$ 4,60 (a pasto) e R$ 4,90 o quilo (no sistema confinado), média geral R$ 4,70.

 

Bovinocultura de leite: Semana de temperaturas amenas com muito baixa produção de forragem pelas espécies de verão.  As forrageiras de inverno estão em crescimento, com alguns locais iniciando o pastejo. Neste período, a base da alimentação migra das forragens para a silagem de milho. O leite foi comercializado R$ 0,75 a R$ 1,35, média de R$ 1,02, de acordo com o volume e a qualidade do produto. Preço com leve alta na semana.

  • Encerrada a fase de repovoamento dos tanques. Semana foi rotineira para os piscicultores. Peixes comercializados entre R$ 8,00/kg (carpa inteira) a R$ 25,00/kg (filé de tilápia). Preço estável na semana.

 

  • A suinocultura continua com dificuldades, com baixo consumo de carne e preços ao produtor congelados. No sistema de integração total, os suinocultores receberam entre R$ 20,00 R$ 30,00 por animal terminado. Para integrados, o suíno foi comercializado a 2,80 R$/kg. Preço estável na semana.